Por que não vale a pena deixar o seu dinheiro na poupança?

Por que não vale a pena deixar o seu dinheiro na poupança?

Basta sobrar um dinheirinho no mês, vem a dúvida de onde colocar o dinheiro. O conselho mais ouvido nesta hora é: “Coloca na poupança”. Mas calma lá, você sabe se a poupança vale a pena? Rende o suficiente para te trazer algum lucro ao longo do tempo?

A poupança é uma conta na qual você deposita todo dinheiro que sobrou no mês, ele fica ali e rende um pouquinho todo mês. Um dos benefícios é que você não paga pela manutenção do dinheiro. Por exemplo, no Tesouro Direto é cobrada a taxa de administração. Já na poupança isso não existe.

Outros detalhes que levam muita gente a preferir a poupança é a segurança que o investimento oferece e o fato de não existir um valor mínimo para depositar. Esta é uma das poucas aplicações que o governo não cobra no Imposto de Renda. 

Para depósitos feitos a partir de maio de 2012, o valor ali colocado rende juros mensais de 70% da taxa Selic, que é a taxa básica de juros definida pelo Banco Central, mais a Taxa Referencial (mais conhecida como TR), se a Selic valer menos do que 8,5% – que é o nosso caso, já que a Selic está em 7,5% ao ano. Se a Selic subir acima de 8,5%, o cálculo muda para TR + 0,5%. Se você fez a sua poupança antes da mudança da regra, o modelo de remuneração é de TR + 0,5% ao mês.

Mas com tudo isso, por que então a poupança não é uma boa opção para o seu dinheiro? Para entender isso, você precisa olhar para a taxa de inflação no Brasil…

Em janeiro de 2013, a inflação medida pelo IPCA subiu 0,86% no mês, contra um rendimento atual da poupança de 0,41% nas regras novas e de 0,50% na poupança antiga. Com seu dinheiro nesta aplicação, o lucro da poupança não acompanha o avanço da inflação. Ou seja: no final do mês, você perde dinheiro!

O fato de cada vez mais gente continuar a aplicar na poupança não quer dizer que ela seja uma boa opção. Pelo contrário! Com a inflação elevada do jeito que está, aplicar na poupança é sinônimo de perda de poder de compra.

Antes de decidir investir o seu dinheiro, estude bem outras aplicações e veja se vale a pena no seu caso. Lembre-se que há uma infinidade de investimentos e você deve escolher o que for mais rentável para você, de acordo com o seu perfil!

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close