Quanto custa ter um animal de estimação?

Quanto custa ter um animal de estimação?

Sejamos honestas, com exceção daquelas que naturalmente não gostam de animais, quem nunca passou pela situação de ver um lindo cãozinho passeando pela praça e ficou morrendo de vontade de ter um também? Quem tem filhos sabe bem como é isso, é muito comum as crianças pedirem um animalzinho de estimação. O pedido pode até causar certa resistência inicialmente, mas os pais acabam cedendo em algum momento.

Em certa medida, dar um bichinho de estimação para a criança pode ter um ótimo efeito educativo, tendo em vista que ela terá desde cedo a responsabilidade de zelar pelo bem-estar de um outro ser.

O grande problema é que em muitos casos este senso de responsabilidade não faz parte da conduta dos adultos e nem das crianças. Sendo assim, o animal entra para a família sem planejamento financeiro e emocional, o que resulta em uma triste realidade: os maus tratos e o abandono. Cachorros, gatos, passarinhos, etc, são lindíssimos em pet shops e fotos em revistas, mas para que o seu também fique sempre lindo e fofinho, é preciso cuidar bem dele!

E não estamos aqui falando de excessos, mas dos cuidados básicos que todo animal merece: boa alimentação, banhos periódicos, visitas ao veterinário, vacinas e medicações, além do principal que é carinho e amor por toda a vida.

O que analisar antes de trazer um animal para casa?

Antes de mais nada, procure por um bichinho de estimação que tenha a ver com o seu perfil e a estrutura que você pode oferecer. Se a sua intenção é adotar um cãozinho ou um gato, procure saber na instituição como é o comportamento do animal, se é mais quieto ou agitado, se é manso ou mais agressivo, entre outros aspectos. Isso evita, por exemplo, que você leve para casa um cachorro que necessite de muito espaço para correr e se exercitar constantemente para um apartamento pequeno.

Se a sua intenção é comprar um animal, faça um levantamento de todas as características da raça para ver se você tem um perfil compatível com o do bichinho. O economista Samy Dana reforça a importância de ponderar os gastos antes de adquirir um bicho de estimação. “Os custos vão se estender por toda a vida do animal. Eles são maiores no começo, porque é preciso preparar a residência com uma casinha, acessórios, tem as vacinas iniciais, além dos custos para a sobrevivência dele. É preciso fazer uma estimativa disso porque os custos não são baixos e variam de acordo com o porte do animal”.

Para te ajudar a fazer essa conta, ele desenvolveu uma calculadora em parceria com a Folha. Vale a pena dar uma olhada na ferramenta para estimar os gastos. Como a pesquisa de preços também não pode faltar, fizemos um levantamento com a ajuda do Buscapé para alguns itens básicos para cães e gatos. Ainda que você não opte por compra-los via internet, vale a pena dar uma olhada. As variações entre marcas concorrentes são gigantescas!

ItemMenor preço (R$) Maior preço (R$)Variação (%)
Ração p/ cães3 Kg 18,0099,90454,4
Ração p/ gato 3 Kg26,52107,20304,2
Brinquedos4,94105,212.029,5
Kit com 3 caixas de vermífugo p/ cães 27,6959,79115,9
Vermífugo para gato 10,70__
Caminha 26,90529,601.868,7

Vale ressaltar aqui que os preços incluem tanto as marcas mais populares quanto às de mercado de luxo. Independente de qual seja a disponibilidade do seu orçamento, é preciso ter em mente que um percentual precisa ser destinado ao animal, caso contrário você pode ter prejuízos ainda maiores. Sem contar no descuido com o animal, que depende de você para viver bem.

“Ter um animal vale a pena, mas é uma escolha na vida que precisa ser muito consciente, caso contrário eles acabam sofrendo porque sempre serão dependentes de quem cuida. O número de animais abandonados em São Paulo cresce cada vez mais, isso é um problema muito grave”, alerta o economista.

Infelizmente há quem assuma o compromisso de cuidar de um animal, mas desiste no meio do caminho. Se você acha que não terá estrutura para lidar com cuidados e gastos extras que surgem no caminho, como no caso do animal ter uma doença grave, é melhor esquecer essa ideia de ter um animal em casa.

O bichinho de estimação será como um novo membro da família, então coloque os gastos na ponta do lápis e dê a ele uma vida boa!

 

 

 

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close