Realize seu sonho e compre um imóvel

Realize seu sonho e compre um imóvel

A casa própria é o sonho mais recorrente das famílias brasileiras. É também o maior motivo pelo qual as mulheres poupam o seu dinheiro: segundo um estudo feito pela Sophia Mind, a compra ou reforma de um imóvel é a principal razão que levam as mulheres a investir o seu dinheiro!

Antes de você tomar esta decisão, vale a pena conferir o nosso simulador para ver se no seu caso é melhor comprar ou alugar um imóvel. Muitas vezes (a maioria, na verdade), o aluguel é a melhor opção em termos financeiros, mas a gente sabe que nessas horas, o sonho de ter a sua casa pode pesar mais do que o bolso…

Se você decidir pela compra mesmo, vai precisar fechar o negócio e ainda garantir que fez uma boa compra. Por isso, cuidado! Às vezes aquele apartamento ou casa que você amou não é uma boa opção para o que procura. Fique atenta às propagandas e organize-se financeiramente.

A primeira decisão deve ser sobre a forma de pagamento do imóvel. Se você tiver condições, vale a pena pensar em comprar à vista, para conseguir uma boa redução no preço e ainda fugir dos juros do parcelamento. Se isso não for possível, você irá buscar um financiamento. Mas se cuide para não pagar mais juros do que o esperado e para sempre pagar em dia a mensalidade. Para isso você precisa:

Ter o dinheiro da parcela todo mês separado e disponível. Neste caso, só tem uma saída: a disciplina. Por precaução, tenha de reserva três meses de parcela, para se precaver contra possíveis acidentes financeiros.

Organizar os seus gastos. Não é só o dinheiro da compra em si. Você vai precisar ver quanto irá dar de entrada no imóvel e garantir os gastos com a documentação. Se você for fazer uma reforma, deverá pensar nisso antes de fazer a compra. Você vai ter que se preparar para comprar móveis, eletrodomésticos e com a própria mudança, por isso faça antes uma estimativa de quanto você irá gastar naquele imóvel antes de assinar a escritura!

Fazer o seu planejamento financeiro. Não é só porque você consegue comprar o imóvel que você deve fazê-lo. Você precisa ver as contas mensais que ele vai te trazer e ver se elas cabem no seu bolso todo mês, como condomínio e IPTU. Por isso, esteja alerta!

Cuide do seu crédito. Assim que fechar o financiamento num banco, abra uma conta e procure guardar o equivalente a um ano de parcelas. Assim o banco facilita o seu crédito!

Segure os outros gastos. Viagens e saídas de lazer com a família devem ser mais controladas e não podem ser extrapoladas.

Confira abaixo as principais dúvidas que surgem na hora de comprar um imóvel:

Quando devo começar a guardar dinheiro?

O ideal é você tenha uma reserva desde jovem. Seria muito melhor se todos os pais guardassem uma quantia desde o nascimento dos seus filhos para possíveis sonhos na sua fase adulta, como intercâmbio, faculdade e pós-graduação. “O fato é que a partir dos 15 anos já é bom fazer uma poupança sólida para casar, a festa da cerimônia, carro e ter uma casa”, orienta Augusto Sabóia, planejador financeiro familiar. Se não conseguir, você vai ter que ver como gostaria que fosse a sua casa. Pesquise quanto custa o seu sonho e faça um planejamento financeiro. Claro que não precisa ser o dinheiro total, mas pense para os quatro pontos destacados acima.

Com o que vale me preocupar?

Comece analisando a localização do imóvel. É um lugar prático para você? Quais são os pontos que mais lhe interessam perto da sua casa? Faça uma pesquisa antes de fechar o negócio. Em casos de compra diretamente com a construtora, confirme a idoneidade da empresa, pesquise sobre reclamações e negocie as formas de pagamento. Se escolher um imóvel já pronto, confira com os vizinhos os prós e os contras daquele imóvel, veja se foi bem construído e se o espaça agrada a sua família.

Como parcelar o valor do meu apartamento?

Por mais que seja possível pagar um apartamento em até 30 anos, analise se é uma boa saída fazer isso. Faça um planejamento financeiro antes de comprar, na hora de fechar o negócio e para depois da compra. “Para não se perder com os juros, pesquise muito. O valor depende de cada banco e do tipo de financiamento. Se for pagar o imóvel em menos de cinco anos, se baseie na tabela Price. Já em maiores parcelas, prefira as tabelas decrescentes, aquelas que iniciam maiores e ficam menor com o passar do tempo”, diz Sabóia.

É possível fazer uma compra de um imóvel usando meu FGTS? 

Sim, toda pessoa que é registrada e trabalha em regime de CLT tem o benefício de armazenar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Você recebe a cada mês de trabalho um valor equivalente a 8% do salário, com atualização monetária e juros cobrados. Com o passar do tempo, é possível sacar esse dinheiro para fazer um investimento maior, como a compra de um imóvel. “É muito simples usar o FGTS. A única contraindicação é que você não tenha um outro imóvel em seu nome. Basta pegar o saldo em sua empresa ou na Caixa e entregar a documentação”, explica o planejador financeiro.

Mesmo eu sendo autônoma consigo comprar um imóvel?

Sim! A única diferença é que você tem que ter uma organização extra do que o empregado fixo. “Nestes casos o ideal é fazer cerca de seis a doze meses de reservas das despesas. Além disso, é necessário ter um bom seguro de vida e um seguro contra invalidez temporária ou permanente. Gaste apenas metade do que ganha anualmente e guarde uma grana para despesas adiantadas”, diz Sabóia.

Você tem alguma dúvida que não foi respondida aqui? Conte nos comentários!

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close