Rede conecta profissionais negros ao mercado de trabalho

Rede conecta profissionais negros ao mercado de trabalho

Fundada por jovens negros que enfrentaram – e ainda enfrentam – desafios em suas vidas profissionais, a Rede de Profissionais Negros-SP (RDPN) surgiu com o objetivo de incentivar a qualificação profissional e a inserção de profissionais negros em grandes empresas.

“As nossas dificuldades foram as principais motivações para iniciar esse trabalho. Pois achávamos que os jovens negros que hoje atuam e que estão entrando no mercado de trabalho não deveriam passar pela mesma desigualdade”, explicam Lisiane Lemos e Wagner Cerqueira, membros do comitê de liderança.

Funcionários de grandes empresas, eles frequentemente ouvem de gerentes e recrutadores que a falta de profissionais negros no quadro de funcionários se deve à dificuldade em encontrar profissionais qualificados para preencherem esses cargos. Para eles, entretanto, “isso não é verdade e não serve mais como desculpa”.

“O fato de as multinacionais buscarem candidatos somente em universidades de ponta ajuda a distanciar os jovens negros das vagas oferecidas. Ainda é fato que eles não têm grande representatividade nessas universidades, mesmo com ações afirmativas. E quando as empresas encontram, acabam alegando a falta de outras características que seriam ‘essenciais’ para as vagas, como fluência em idiomas e experiência comprovada.”

rede_profissioais_negros_interna

Para eles, é necessária a flexibilização de algumas exigências para que haja uma mudança efetiva no mercado de trabalho e na sociedade. Mas, apesar do cenário desafiador, enfatizam que a base da Rede conta com profissionais altamente qualificados e aptos a assumirem essas vagas.

Para as mulheres negras que lutam por seu espaço no mercado de trabalho, o desafio é duplo. “Há muitas mulheres que poderiam assumir posições de liderança: elas têm formação acadêmica de primeira linha, larga experiência e muita garra para o trabalho. Mas além de se depararem com um mercado de trabalho racista, ainda enfrentam o machismo desse ambiente”, explicam.

Diante das disparidades do mercado, a Rede busca facilitar a procura de recrutadores, conectar os profissionais negros e promover ações de qualificação, para que possam atender aos requisitos das vagas.

A iniciativa teve inspiração nas Redes de Profissionais Negros nos Estados Unidos, como a NSBE (National Society of Black Engineers) e o NABA (National Association of Black Accounttants). Desde a fundação, em novembro de 2015, o grupo promove eventos e divulga vagas de emprego, cursos e notícias relacionadas ao mercado de trabalho em seu grupo no Facebook. Uma vez por mês, é também promovido um encontro aberto de networking para fortalecer as relações entre os membros.

Para os fundadores, as empresas estão aos poucos abrindo os olhos para os profissionais negros e se dando conta não só de suas qualificações, mas também da contribuição da diversidade para o ambiente de trabalho. “Os resultados estão refletidos na quantidade de pessoas que nos procuram, nas grandes empresas que oferecem vagas exclusivamente para a nossa base e, claro, nos profissionais que conseguiram oportunidades de trabalho em grandes corporações”, defendem.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close