Renda fixa: investimento prefixado ou pós-fixado?

Renda fixa: investimento prefixado ou pós-fixado?

Na hora de investir em renda fixa, a primeira decisão a ser tomada é entre fazer um investimento prefixado ou pós-fixado. Pode parecer difícil, mas entender a diferença é muito importante para fazer a melhor opção para você e não se decepcionar.

Primeiramente, é importante dizer que ambos são seguros do ponto de vista de credibilidade: pode ter certeza que você receberá o seu dinheiro de volta. A diferença está em como funciona o rendimento.

Nos investimentos prefixados, já fica definido, no momento da aplicação, o quanto você ganhará no resgate. Por exemplo, 12% ao ano.

Nos investimentos pós-fixados, o rendimento normalmente é atrelado a um índice, como o CDI (taxa pela qual os bancos emprestam dinheiro entre si) ou o IPCA (que mede a inflação do País), e a aplicação acompanha o cenário econômico.

Pode parecer que um investimento prefixado tem rendimentos mais seguros, mas isso não é verdade. Para que você possa escolher com clareza, vamos te ajudar a entender como eles funcionam e os riscos envolvidos em cada um.

Para começar, é preciso ter algo em mente: para saber se está fazendo um bom investimento, é preciso não só olhar o quanto renderá aquela aplicação, mas comparar a taxa às oferecidas por outras instituições e à inflação do País. Dito isso…  

Leitura complementar

Investimento para iniciantes

Investimento para iniciantes

Ver mais

Devemos escolher um investimento prefixado quando:

– estamos otimistas em relação à economia e acreditamos que a taxa de juros irá cair;

– queremos saber exatamente o valor que receberemos ao final da aplicação.

Devemos escolher um título prefixado, quando acreditamos que a taxa de juros ficará mais baixa nos próximos anos, explica a economista Myrian Lund, professora dos MBAs da FGV. Tomando essa decisão, acreditamos que estamos congelando o rendimento em um patamar elevado.

Mas, atenção…

Essa expectativa já é considerada na oferta dos investimentos. Por exemplo, hoje, um título prefixado do Tesouro Direito com vencimento em 2019 está rendendo 12,09% ao ano – enquanto a taxa praticada atualmente está em 14,15% ao ano.

Isso acontece porque acredita-se que as taxas de juros do País cairão até lá. “O mercado financeiro está otimista em relação ao futuro e já precificou a expectativa de queda dos juros”, explica Myrian.

Para se ter vantagem em um prefixado sobre um pós-fixado é preciso que, na data do vencimento, a taxa praticada esteja abaixo do seu rendimento: 12,09%. E você só poderá ter certeza se fez o melhor investimento na hora do resgate. Além disso, para o público leigo, é realmente difícil fazer esse tipo de previsão.

Outra questão importante: e se você precisar resgatar esse dinheiro no meio do caminho? Lembre-se que a sua taxa está congelada em 12,09%. Se no momento da venda, a taxa praticada pelo mercado estiver abaixo da sua: bom para você, que conseguirá uma vantagem aí. Mas e se o mercado estiver pagando mais do que o seu título? Você terá que vendê-lo por menos para ter acesso ao dinheiro que está precisando. Por isso, diz-se que você passa a correr risco de mercado, ou seja, fica dependente das condições oferecidas na hora da venda.

O prefixado pode ser uma boa opção para quem quer saber exatamente o valor que receberá ao final da aplicação, para um financiamento imobiliário, por exemplo. O que importa nesse caso não é tanto o ganho real do seu investimento – ou seja, o quanto você ganhou acima da inflação -, mas que você chegue ao valor esperado.

prefixados_posfixados_interna

Devemos escolher um investimento pós-fixado quando:

– estamos pessimistas em relação à economia e acreditamos que a taxa de juros vá continuar subindo;

– podemos precisar do dinheiro antes do vencimento;

– não sabemos o que pensar em relação à economia e queremos jogar seguro.

Como dissemos, parece que um prefixado tem rendimentos mais seguros que o pós, mas não é assim. Os rendimentos pós-fixados, como define Myrian Lund, “são a zona de conforto” do investidor.

Enquanto no pré você só vai saber na hora do resgate do investimento se fez um bom negócio ou não – comparando a taxa “congelada” com a praticada no momento e a inflação do período -, os pós acompanham a situação econômica do País e, por isso, são mais previsíveis.

“Você garante uma rentabilidade diária, com poucas oscilações e, se precisar resgatar antes do vencimento, dificilmente terá susto”, explica a economista.

Com as taxas de juros altas no País, o ganho real dos pós-fixados – ou seja, o quanto você ganha acima da inflação – está muito vantajoso.

Por exemplo, hoje, o título indexado à Taxa Selic, do Tesouro Direto, está pagando 14,15% ao ano, com a inflação a 7,5% ao ano. O indexado ao IPCA está pagando entre 5,66 e 6% ao ano acima da inflação. Dessa maneira, você garante, principalmente, o seu poder de compra ao longo do tempo.

 

Resumindo:

É possível ganhar mais com um investimento prefixado em relação ao pós-fixado, mas não dá para ter certeza se ele será vantajoso até a data do vencimento, quando saberemos realmente qual será a situação econômica e a taxa de juros praticada no País.

“No prefixado, você pode ganhar mais ou menos do que o esperado. Você nunca vai ter certeza que será a melhor aplicação. Por isso, grandes investidores trabalham com diversificação: colocam apenas uma parcela dos seus investimentos em prefixado”, explica Myrian.

Para quem não gosta de emoções com o próprio dinheiro – ou seja, quase todos os brasileiros – essa pode não ser a opção ideal. Hoje, os pós-fixados são uma boa escolha para quem quer bons rendimentos e prefere não ter surpresas com o próprio dinheiro.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close