Resgate o dinheiro investido em roupas e brinquedos para crianças

Resgate o dinheiro investido em roupas e brinquedos para crianças

Quem já foi mãe pelo menos uma vez sabe como as despesas crescem assustadoramente com o consumo de artigos infantis em geral, desde o enxoval do bebê até os brinquedos e equipamentos. A pior parte é que, apesar do alto investimento que é feito para comprar todos estes produtos, as compras se perdem com facilidade, tendo em vista a rapidez que os pequenos crescem.

Mas pelo menos parte deste investimento pode ser resgatado. Além disso, há a possibilidade de prolongar a vida útil de todos esses produtos infantis. Se você é mãe ou tem intenção de engravidar em breve, este é o momento para se familiarizar mais com o consumo sustentável.

Você também pode gostar:
A conta de luz subiu, veja como reduzir seu consumo
Como seus filhos enxergam o consumo?
Como as mulheres podem construir uma economia mais próspera?

Sites de compra e venda de produtos usados já são de conhecimento público há muito tempo, como é o caso de plataformas como o Mercado Livre e o Enjoei. O mesmo espírito de consumo consciente também é incentivado pelo Mercadinho Kids, um site criado para o comércio de produtos infantis em bom estado de conservação.

A plataforma nasceu da experiência vivida pela fundadora, Daniela Correa Simão, com seus dois filhos. Quando engravidou da mais velha, que hoje tem sete anos, viu o quanto gastou dinheiro com artigos infantis que logo ficavam obsoletos. Naquela época, ela já tinha o interesse de criar uma alternativa que amenizasse este impacto financeiro e evitasse o desperdício. Quando engravidou do caçula, que tem 2 anos, aproveitou o sucesso do facebook para tentar vender os produtos do garoto que perdiam a utilidade à medida que ele ia crescendo. “Montei um grupo e as coisas começaram a funcionar. Chegou a um ponto que este grupo tinha cerca de 10 mil membros e eu percebi que existia um mercado para ser explorado, foi quando resolvi montar o site e profissionalizar aquilo ali”, explica.

brinquedos-consumo-consciente

De um modo geral, os vendedores e compradores têm liberdade para estabelecer seus valores, mas o site também sugere um critério de precificação de acordo com o estado de conservação do produto. Sendo assim, produtos novos (aqueles que foram comprados, mas nunca saíram da gaveta) são vendidos com 20% de desconto em relação ao valor de mercado. Aquele outro que foi pouco usado tem 40% de desconto e, por fim, produtos usados, em bom estado de conservação, porém com uma ou outra marquinha, ganham 60% desconto.

“Para quem vende, é uma forma de resgatar o dinheiro que foi investido e aplica-lo em novas necessidades das crianças. Para quem compra, a iniciativa gera mais acesso, pois produtos novos, em perfeito estado de uso, são colocados à venda por preços muito melhores”, comenta Daniela. Além dos produtos para bebês, brinquedos, roupas e outros artigos infantis para crianças até 12 anos também podem ser comercializados no site. Ela conta que recentemente comprou nove livros escolares que a filha precisava. Ao todo, a compra ficaria em R$ 250, mas com os livros usados ficou em R$ 115, uma diferença de 97%.

Para a fundadora do site, a cultura do consumo consciente precisa ser estimulada para que ganhe popularidade. “As pessoas precisam começar. No primeiro produto que vendem, elas já percebem o valor deste negócio. Elas nunca pararam para pensar que deixar um produto parado em casa é desperdício. Para fazer um cadeirão, foi preciso gerar um desgaste à natureza. Se você passa adiante aquele cadeirão que não precisa mais, você prolonga a vida útil do produto e evita que um novo desgaste ao meio ambiente seja gerado”, finaliza.

Crédito das fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close