Tire suas dúvidas do que pode ser declarado no seu IR

Tire suas dúvidas do que pode ser declarado no seu IR

*Natalia Covre

Mulheres, além de pensarmos todos os dias qual a roupa, sapato e a bolsa que iremos usar, cuidar da nossa casa, nosso trabalho, e ainda algumas de nós cuidarmos dos maridos e filhos, temos que prestar contas ao Leão!

O período é tradicional e conhecido: de 2 de março a 30 de abril, está aberta a entrega para a Declaração de Imposto de Renda para Pessoa Física.

De acordo com a Receita Federal, é obrigado a declarar o imposto de renda quem mora no Brasil e recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 26.816,55 em 2014. Pode ser citado como rendimento tributável, por exemplo, o salário.

Também é obrigado a declarar quem recebeu rendimentos isentos (não tributáveis) ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma total ultrapasse o montante de R$ 40,000,00. Além disso, pessoas que tiveram ganhos com a venda de bens ou direitos e operações em bolsa de valores também devem declarar IR em 2015.

O primeiro passo é a escolha do modelo de declaração: Simples ou Completo.

Modelo de Declaração Simples (ou Simplificado)
Adequado para a contribuinte que não possui muitas despesas que permitem abater, com desconto único de 20% sobre os rendimentos tributáveis.

Modelo de Declaração Completo
Para a contribuinte que possui despesas a deduzir, tais como dependentes, despesas médicas, odontológicas, despesas escolares, doações e planos de previdência (PGBL).

Para quem vai fazer a declaração completa e quer garantir que a restituição seja a maior possível, deve ficar atento a tudo que pode ser declarado. Seguem abaixo cinco dicas:

imposto-de-renda

Você também pode gostar:
Imposto de Renda – dicas para não cair na malha fina!
Quanto custa antecipar a restituição do Imposto de Renda?
Como doar seu Imposto de Renda para caridade

Plano de Previdência Privada
Se você já está pensando em planejar seu futuro e contribui para o Plano Gerador de Beneficio Livre (PGBL), a Receita permite a dedução de até 12% dos rendimentos tributáveis.

Autônoma
Para a contribuinte que é autônoma, além dos rendimentos devem ser informadas as despesas inerentes a suas atividades, como aluguel, água, manutenções, entre outras.

Empregada Doméstica
Para nós mulheres que temos a vida corrida e possuímos alguém para nos auxiliar nas tarefas do lar, é possível lançar os valores pagos ao INSS. O limite esse ano é de R$ 1.152,88 e esse valor pode ser abatido diretamente do valor do imposto a pagar.

Educação própria ou para dependentes
Despesas relativas a educação própria ou para dependentes no ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior (o que engloba graduação ou pós graduação) podem ser deduzidas, considerando o limite individual de R$ 3.375,83.

Despesas Médicas
Com relação às despesas médicas, as deduções continuam sem limite máximo para a contribuinte e seus dependentes. Podem ser deduzidos pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais entre outros, além de exames laboratoriais.

Como sugestão para as contribuintes nas ocupações de médica, odontóloga, fonoaudióloga, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, advogada, psicóloga e psicanalista, nas prestações de serviços efetuadas a partir de 01 de janeiro de 2015 devem se atentar para a necessária identificação dos CPF dos titulares do pagamento de cada um desses serviços, pois essa informação será obrigatória no preenchimento da declaração de rendimentos das pessoas físicas em 2016.

Para facilitar sua declaração do próximo ano, a Receita lançou uma novidade muito interessante: o Rascunho da Declaração de IR, para ser preenchido antes do período da entrega do documento. Nesta opção, a contribuinte pode anotar com antecedência gastos dedutíveis e rendimentos sujeitos a tributação. Qualquer pessoa pode acessar do seu computador ou dispositivos móveis, e quando a receita liberar o acesso ao programa oficial da declaração, os dados poderão ser importados do rascunho para o documento oficial, evitando assim o retrabalho. Em caso de duvidas, conte sempre com o auxilio de um profissional especializado.

Crédito das fotos: Shutterstock

Natalia Covre, CFP é planejadora financeira pessoal e possui a certificação CFP (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF), e-mail: natalia_covre@yahoo.com.br

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do Finanças Femininas ou do IBCPF. O site e o IBCPF não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações. 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

IBCPF

IBCPF

Planejamento Financeiro

close