SPFW Dia 1: Fashionistas respondem como não gastar muito com as tendências

SPFW Dia 1: Fashionistas respondem como não gastar muito com as tendências

*Van Duarte

É um grande prazer fazer a cobertura do São Paulo Fashion Week Verão/16 para o Finanças Femininas e ter a oportunidade de mostrar que a moda pode ser acessível e que realmente não é preciso gastar muito para manter um estilo consistente e seguir as tendências se quiser.

Para o primeiro dia de maratona fashion perguntei para alguns fashionistas nos corredores do evento quais são os truques que eles usam para não gastar muito com tantas tendências borbulhando a todo o tempo nas nossas redes sociais, sites, shopping e em todos os lugares. Vamos ver quais foram as respostas?

Érica Schneider

“Dá para estar na moda e não gastar muito, tem essas lojas de fast fashion e os brechós com vários achados, são peças únicas e muito difíceis de encontrar.” Érica Schneider, Bailarina do Faustão.

“Hoje em dia, para acompanhar a moda, não precisa gastar muito com isso, até porque a moda de antigamente está voltando. Vou ao quarto da minha mãe, pego peças e vou montando, voltou cós alto, voltou tudo. Vale a pena vasculhar e procurar nas lojas de fast fashion também.” Daiane de Paula, 24, modelo.

Você também pode gostar:
Percorra seu armário para montar os looks que serão tendência em 2015
Como renovar o armário sem gastar nada
A moda agora é comprar online e barato

Renan_Gomes

“A moda muda a cada dia, para isso eu indico procurar lojas mais populares e garimpar um achado como dizemos, para compor com algo mais caro. As parcerias (com estilistas famosos) também são fundamentais nessa área.” Renan Gomes, 21, blogueiro e consultor de moda masculina @renanpsi

Lidiane Assuncao

“Sempre dou dicas para as minhas clientes não irem nas lojas na época de liquidação, porque é fatal, tudo é muito bonito e vistoso e você acaba comprando tudo. Para isso um acompanhamento profissional, evite esse tipo de coisa e incentiva a compra de peças X para o armário. O que eu costumo fazer é não ir atrás de roupas de marca, eu acho que uma boa qualidade faz diferença, mas não necessariamente o preço faz a qualidade. Outra dica boa são as lojas virtuais, não precisa comprar várias peças, compra uma, experimenta, o bom é que é  fácil pesquisar e comparar preços.” Lidiane Assunção, 33, consultora de estilo e imagem, produtora de moda @lidi_assuncao

Mili Pavan

 

“Primeiro eu me identifico com as tendências, não acredito que todas as tendências caem bem pra mim e a segunda é procurar essas tendências nas lojas de fast fashion, porque se é tendência ela passa e se for barata compensa, agora se é uma tendência como a pantacourt que veio para ficar e é uma peça chic dá para investir um pouco mais, agora o blazer capa que é uma peça que eu acredito que vai “enjoar” rápido eu procuro em um loja mais barata.” Mili Pavan, 30 anos, consultora de estilo e imagem, blogueiras @milipavan

Carola-Duarte

“Eu tenho uma dica, pego fotos das blogueiras que tem looks maravilhosos e ai eu vou para fast fashion, busco algo parecido e eu sempre encontro. Dá para estar muito bem vestida, só precisa de paciência e criatividade.” Carola Duarte, 37, bloguer @blogcaroladuarte

Realmente percebemos que as lojas de Fast Fashion, aquelas grandes lojas de departamento como C&A, Renner, Riachuelo, Forever21, Marisa, Zara entre outras fazem um papel muito forte no estilo da brasileira. Aproveite essas e outras dicas e vá se preparando, porque ainda teremos muitas novidades ao longo da semana de moda.

No primeiro dia de desfiles, pude perceber que o nosso verão será regado da cor branca e tons cítricos, mas aguardem mais detalhes porque a semana está só começando e falta muita informação fashion ainda.

Acompanhem o que acontece no SPFW pelo meu instagram @vanduarte e pelo meu site também www.vanduarte.com.br

* Van Duarte, fashion blogger, personal stylist e consultora de estilo e imagem. 

Crédito das fotos: André Hauff

Este conteúdo foi útil para você?

Vanessa Duarte

Vanessa Duarte

Moda e Estilo

close