Sua renegociação de salário tem tudo a ver com o discurso de Jennifer Lawrence

Sua renegociação de salário tem tudo a ver com o discurso de Jennifer Lawrence

Quais os principais dilemas você já enfrentou na hora de pedir (ou pelo menos considerar a ideia) um aumento de salário? Quando você sabe que tem todo o potencial para desempenhar suas funções, que está cumprindo seu papel com excelência, que tem tudo em mãos para continuar dando bons resultados para a empresa e que o momento vivido pela empresa é favorável, o que te impede de acreditar que seu aumento é merecido e que isso deveria ser discutido com seu chefe? E se diante de toda essa reflexão você ainda descobre que um colega que desempenha o mesmo trabalho que você tem um salário mais alto, qual é a sua reação?

Se isso já lhe aconteceu ou você conhece alguém que tenha vivido a mesma experiência, saiba que o problema não é algo pontual. Prova disso foi um texto corajoso e questionador escrito pela atriz Jennifer Lawrence e divulgado nesta semana. A atriz usa sua voz para trazer atenção a um problema que todos sabem existir, mas agem com tamanha resignação que a questão frequentemente é encarada como um fato natural. A grande pergunta de Jennifer é: “por que meus colegas (homens) de Hollywood ganham mais do que eu?”.

Você também pode gostar:
Ganhar mais que o marido não é problema
Campanha mostra como os espaços políticos precisam de mais mulheres
5 mitos sobre o feminismo que precisam ser desfeitos

A problematização aqui não está no tamanho da fortuna de atores famosos. Quem ler o texto sem um tom questionador, poderá pensar: “Do que essa menina está reclamando, eu precisaria de mais umas sete vidas para ganhar a quantidade de dinheiro que ela já fez com vinte e poucos anos”. A própria atriz destaca que não é a respeito das cifras que está reclamando, afinal, como ela mesmo diz, o dinheiro que ela fez participando de sucessos de bilheteria lhe dão o luxo de não precisar de alguns milhões de dólares.

Continue a ler a matéria na próxima página!

A questão das diferenças entre os salários pagos a ela e a colegas do sexo masculino veio com o vazamento de informações da Sony, as quais davam conta do salário de diferentes atores. Ao perceber a discrepância, ela conta que sentiu-se irritada consigo mesma por não batalhado mais na negociação. Ao tocar neste ponto, ela admite ainda que a vontade de sentir-se querida, não soar “mimada” ou “difícil” foram alguns fatores que a impediram de levar adiante uma negociação mais firme em relação ao salário.

jennifer-lawrenceCrédito: Helga Esteb/Shutterstock

Pois vejam só, não é o mesmo receio que já passou pela cabeça de muitas de nós? Seja para um cargo grande ou pequeno. Há algum tempo, trouxemos aqui uma pesquisa realizada pela consultoria Mercer sobre alguns fatores que dificultam a prosperidade feminina, o qual também mostra como é preciso que as mulheres aumentem a participação em cargos de liderança. Naquela ocasião, a executiva Carolina Mazza pontuou que a mulher precisa acreditar mais em si mesma desde o começo da carreira e aprender a negociar melhor seu salário.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Jennifer Lawrence pontua ainda que colegas como Bradley Cooper, Christian Bayle e Jeremy Renner tiveram sucesso por terem negociado bons salários e provavelmente recebem elogios por terem sido firmes e estratégicos. Em contrapartida, ela critica o trecho do email vazado da Sony, no qual uma atriz com salário em negociação foi mencionada como “mimada”.

Pelo que resumimos até aqui, dá para perceber que a atriz não precisa estar no personagem de Katniss Everdeen para agir como uma heroína. Suas palavras a respeito do sexismo existente no mundo das estrelas refletem o que acontece na realidade de muitas de nós. Afinal, não somos mimadas, difíceis ou exigentes demais. Somos tão competentes quanto nossos colegas do sexo oposto, portanto, o correto é que tenhamos o mesmo reconhecimento. Discutir isso em nossos círculos é um passo, ver essas palavras saindo de uma pessoa com tamanha expressão no mundo artístico é ainda mais motivador.

Fotos: Shutterstock

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close