Tire suas dúvidas sobre como declarar Imposto de Renda

Tire suas dúvidas sobre como declarar Imposto de Renda

Na hora de declarar Imposto de Renda, muitas dúvidas vêm à cabeça das contribuintes: “Preciso declarar?”, “Como informo a compra de um imóvel?”, “Onde insiro cada despesa?”. Para responder às questões das leitoras do Finanças Femininas, conversamos com Neivaldo Gonçalves, professor de ciências contábeis da Faculdade Drummond, e com Leandro de Oliveira Leão, contador da ADC TEC assessoria contábil.

Tire suas dúvidas e evite erros na declaração.

Dúvida: a partir de qual renda anual se torna obrigatório fazer a declaração de Imposto de Renda?

(Ana Paula Silva, nutricionista, 30 anos).

Resposta: deve fazer a declaração de Imposto de Renda em 2017 quem teve rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado.

Dúvida: como faço a declaração do que recebi pelo MEI?

(Aline Ramos de Souza, jornalista, 26 anos)

Resposta: essa é uma questão que confunde muita gente. Muitas vezes se fala que o MEI é dispensado da declaração de Imposto de Renda, mas na verdade ele é dispensado de declarar imposto de pessoa jurídica, não física. “Sendo MEI ou não, se ela se enquadrar em qualquer uma das condições da Receita Federal, será obrigada a declarar”, explica Leão.

Pela Receita Federal, fica desobrigado da declaração apenas quem teve rendimentos tributáveis inferiores a R$ 28.559,70 no ano anterior, não recebeu rendimentos isentos e não tributáveis superiores a R$ 40 mil e não possui patrimônio superior a R$ 300 mil. Dito isso, se você verificar que precisará fazer a declaração, veja como informar o que recebeu como MEI.

“A legislação permite que o MEI tenha uma porcentagem de isenção de IR de acordo com sua atividade. Se o MEI for prestador de serviço, 32% de sua renda total é isenta de IR. Antes de qualquer coisa, então, o MEI deve pegar sua receita total e verificar qual será sua isenção (por exemplo, quem teve durante o ano uma receita bruta de R$ 10 mil, terá R$ 3.200 de isenção).

Feito isso, é hora de verificar o que realmente foi rendimento nessa receita. Se, por exemplo, ela teve R$ 2 mil de despesas para manter sua atividade durante o ano, só R$ 8 mil da receita bruta podem ser considerados rendimentos. Sabendo isso, é só verificar a diferença de um valor com o outro. Se R$ 8 mil foram rendimentos totais e R$ 3.200 são rendimentos isentos, então os rendimentos tributáveis são R$ 4.800.

Na declaração, ficaria assim: na ficha “rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica” informaria o valor de R$ 4.800 recebidos através do CNPJ do MEI e na ficha de “rendimentos isentos e não tributáveis” informaria, no código 13 (Rendimentos de Sócio e Titular de microempresa optante pelo simples nacional), o valor de R$ 3.200”, orienta Leão. Mais informações você confere aqui.

Dúvida: como eu declaro consórcio? Tirei o carro e continuo pagando

(Flavia Sozzi, professora, 25 anos)

Resposta: “Quando da contemplação do bem, o consórcio deve ser informado na ficha ‘bens e direitos’ e lançado o veículo (código 21). Em ‘dívidas e ônus reais’, deve ser declarado o saldo ainda a pagar”, explica Gonçalves.

ir_duvidas_interna

Dúvida: como declaro o FGTS?

(Priscila Helena Zanette)

Resposta: “O FGTS deve ser declarado na parte de ‘rendimentos isentos e não tributáveis’ (código 04 – indenização FGTS)”, diz Gonçalves.

Dúvida: como declaro um imóvel financiado?

(Renata Alves)

Resposta: “como é patrimônio em formação, a pessoa deve lançar o valor que já pagou na ficha ‘bens e direitos’, e a cada ano ir somando os valores pagos. Erro comum é lançar em ‘dívidas e ônus reais’ o valor do financiamento”, orienta Gonçalves.

Dúvida: como declaro pagamento que recebi em dólar via PayPal de freela e depois transferi para minha conta bancária?

(Bruna Thalenberg, estudante, 21 anos)

Resposta: “na ficha ‘rendimentos recebidos de pessoa física/exterior’, a pessoa deve lançar, no respectivo mês, o valor recebido e a identificação de quem lhe pagou”, afirma Gonçalves.

Dúvida: eu não preciso (até o momento) declarar IR, mas estou investindo no Tesouro Direto. Como funciona nesse caso? A partir do momento que invisto, preciso começar a declarar?

(Erica Gonçalo, nutricionista, 23 anos)

Resposta: “só o Tesouro Direto, por si, não obriga a pessoa a declarar. A não ser que ela tenha investido mais de R$ 300 mil, condição que a coloca na obrigatoriedade de declarar, ou se o investimento somado a outros bens ultrapassar esse valor”, explica Leão.

Dúvida: como declaro investimento em previdência privada?

(Jéssica Silvano, artesã, 24 anos)

Resposta: “a previdência privada deve ser declarada em ‘pagamentos efetuados’ (código 38 FAPI – Fundo de Aposentadoria Programada Individual)”, diz Gonçalves. Mais informações você confere aqui.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close