Tudo sobre a declaração de Imposto de Renda

Tudo sobre a declaração de Imposto de Renda

Por mais que você tente fugir e fique praguejando, não tem jeito. O dia 30 de Abril de 2013 é o prazo final para declarar o Imposto de Renda 2013. Mesmo se a preguiça bater, lembre que a declaração é obrigatória e se não for feita pode ter problemas nas suas finanças.

Declare sem stress
Em 2013 a Receita Federal espera a declaração de 26 milhões de pessoas, recorde nos últimos anos. Os brasileiros que receberam R$ 24.556,65 ou mais em 2012 são obrigados a fazer a declaração. Isso serve para que o governo tenha controle dos gastos e receba os impostos sobre esse consumo.

Neste ano (2013) você declara seus gastos do ano anterior (2012). Por isso você sempre vai se beneficiar se mantiver o controle financeiro. Guarde todos os comprovantes, pagamentos de contas, transações bancárias, doações recebidas e compras do ano anterior. Continue fazendo isso para agilizar a declaração do ano seguinte.

Até a sexta-feira, 8, a Receita Federal já tinha recebido 1.305.421 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física. Evite deixar para última hora! Se você ainda não está nesse grupo, corra! Quanto antes declarar vai receber a restituição com antecedência e se livrar de possíveis problemas nesse meio tempo.

Se sentir muita dificuldade ou se deparar com um problema no meio do caminho, procure a Receita Federal. Se mesmo assim sentir muita dificuldade contrate um contador para declarar para você. Peça dicas para fazer isso sozinha no próximo ano.

Consiga a restituição
Existe a possibilidade de receber uma restituição dos impostos ao preencher todos os dados da forma certa. Para saber se precisa receber algum dinheiro, consulte o site da Receita Federal. Acrescente todos os gastos que lembrar. Inclua despesas médicas, como o pagamento do convênio médico, exames, idas ao dentista e consultas particulares com médicos que tenha nota fiscal.

O jeito mais fácil para começar é anotar todos os gastos de 2012. Comece pelas principais como grandes aquisições deste ano como a compra de um carro, a venda de um imóvel. Declare a sua forma de trabalho – CLT ou autônomo? Para a última etapa, junte todos os comprovantes de despesas do ano anterior.

Tenha em mãos todos os documentos necessários para fazer a declaração. Um jeito bom para não errar é mexer no programa de declaração dias antes. Veja quais são suas dúvidas e como tudo funciona. Este ano é possível baixar o programa pelo computador ou entregar um CD ou Pen Drive com a declaração e entregar numa das agências do Banco do Brasil ou da Caixa.

Não caia na malha fina
Preste muita atenção em cada passo da declaração. Além de ser importante não errar, se fizer tudo certinho é certeza que não vai cair na malha fina e vai receber o dinheiro dentro do esperado.

Você já começou a preencher a sua declaração deste ano? Está com alguma dúvida? Conte para a gente nos comentários!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close