Veja como economizar no Rio de Janeiro durante as Olimpíadas

Veja como economizar no Rio de Janeiro durante as Olimpíadas

Você já está na contagem regressiva para ir ao Rio de Janeiro conferir as Olimpíadas, mas está preocupada com quanto irá gastar? A preocupação não é em vão. Com o evento esportivo – que começa dia 5 de agosto –  a demanda por produtos e serviços será grande, o que certamente deixará os preços salgados. Se você se prevenir, pesquisar bem e ser flexível, é possível economizar. Confira algumas sugestões.

Você também pode gostar:
6 dicas para aproveitar as férias sem gastar
5 dicas para economizar na reforma do imóvel
4 dicas para economizar comprando online

1. Alimentação

Se você estiver em grupo, tente negociar preços mais baratos nos restaurantes. “Evite grandes centros, onde haverá mais pessoas e a demanda será maior”, recomenda Alcidney Sentallin, professor de Finanças do IBE-FGV e consultor de negócios. Há muitas opções no Rio de Janeiro quando o assunto é alimentação. Explore lugares diferentes e procure diversificar as refeições. “Busque lanches, alimentação natural”, sugere o especialista. Durante as Olimpíadas, a tendência é de que os preços em restaurantes turísticos estejam bastante elevados. Por isso, vale a pena fazer pesquisas na internet ou pedir sugestões para os cariocas sobre lugares onde os moradores locais costumam comer sem gastar muito.

2. Transporte

Segundo Sentallin, o transporte público deve ser explorado ao máximo. Outra sugestão é pesquisar nas redes sociais se outras pessoas que você conheça irão para o mesmo lugar e se podem compartilhar carona. Se estiver em grupo, alugar um carro ou dividir corridas de táxi também podem ser opções vantajosas.

economizar-rio-olimpíadas

3. Presentes e lembrancinhas

A vontade de comprar várias lembrancinhas pode ser grande, mas não se deixe levar pelo impulso. Veja se o que deseja levar vale mesmo a pena. “Compare os preços em lugares diferentes e pechinche. Isso não é deselegante. Valorize o poder de compra do seu dinheiro. Isso faz toda a diferença”, afirma o professor.

4. Hospedagem

Para escolher onde ficar, leve em conta o que pretende fazer no Rio de Janeiro e o período que permanecerá por lá. Muitas vezes, passamos mais tempo passeando do que no lugar onde nos hospedamos. Se precisa economizar, ficar em um hostel pode sair mais barato do que se hospedar em hotel. Outra sugestão é alugar um imóvel ou o quarto de uma casa ou apartamento. Se estiver em grupo, o aluguel é ainda mais vantajoso, pois o valor pode ser dividido. “Outra alternativa é se hospedar com uma família no Rio, alugando um quarto”, diz Sentallin. Evitar a hospedagem nos grandes centros, onde a procura será maior, é outra saída para economizar.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close