Venda mais em tempos de crise

Venda mais em tempos de crise

Manter um comércio de portas abertas em pleno período de crise não é tarefa simples. Que o diga as comerciantes que estão tirando leite de pedra da criatividade para manter suas lojas cheias de clientes. Quando o orçamento aperta, a primeira providência a ser tomada é cortar os gastos supérfluos.

Sendo assim, como conseguir atrair as pessoas neste período se a sua mercadoria não for de necessidade básica? Para quem não sabe, nesta quinta-feira é comemorado o Dia do Comerciante. Nada mais justo que falar sobre algumas dicas para melhorar as vendas nesta fase complicada, não é mesmo?

Você também pode gostar: 
O que fazer quando a crise financeira afeta o casamento?
Saiba como falar sobre crise financeira para as crianças
O consumo em tempos de crise

Promoções

Na avaliação da professora do IBE-FGV, especialista em gestão empresarial, Eliza Lippe, a primeira medida a ser tomada é aumentar a quantidade de promoções. Tendo em vista que a crise tem um impacto direto no faturamento do comércio, ela indica uma estratégia para que as promoções não prejudiquem o balanço da empresa. “As promoções precisam ser pensadas e escalonadas por um período que abarque os períodos de maior saída de produtos, ou seja, os produtos que tem uma alta procura devem ser colocados em oferta por um preço até 30% do valor para que consiga suprir a ausência de procura por outros produtos”.

Quem quiser dicas de como oferecer promoções de modo estratégico, o Sebrae elaborou um material específico para essas ações em períodos de crise. Entre as dicas, está uma estratégia simples, mas eficaz para atrair a atenção dos clientes, como tirar os produtos do fundo da loja e coloca-los ao centro. Confira o material completo aqui.

vendas-loja

Diferenciais e dificuldades

Outro diferencial que pode melhorar as vendas, na avaliação da especialista, é oferecer kits. “(As comerciantes) Podem fazer propagandas com a venda de produtos ganhando outros como brindes. Desta forma, estaremos aumentando as vendas de produtos quando formamos combos”.

Uma crise pode não só prejudicar o faturamento de uma empresa, mas também forçar a dona do empreendimento a reduzir o quadro de funcionários. Além de ser um caminho indesejado por todos, a medida acaba por prejudicar a estrutura de atendimento aos clientes e organização da empresa.

Se você passou pela desagradável situação de precisar dispensar empregados, a professora dá uma orientação para esse período de mão-de-obra reduzida. “Se faz necessário que a empresa treine os funcionários que permaneceram no quadro para que conheçam os preços de venda e de custo de todos os produtos. Também é importante fazer avaliações periódicas dos funcionários para que eles possam ser realocados em outras funções”, finaliza.

Sabemos que a maré não está para peixe, mas como sempre dissemos, uma crise não vem só para trazer dificuldades. Um olhar aguçado pode também enxergar boas oportunidades neste momento. Esperamos que as dicas ajudem os comércios de todas!

Crédito das fotos: Shutterstock

 

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close