Vida de casado é mais barata?

Vida de casado é mais barata?

Entre os diversos fatores a serem colocados na balança por quem está pensando em aderir à vida de casado está a questão financeira. Além do contexto romântico, a ideia de dividir contas, reduzir custos e até mesmo unir rendas para conquistas conjuntas acaba sendo um grande atrativo para muitos casais abraçarem essa mudança de vida, seja por meio de uma união formal ou da decisão de morarem juntos.

“Financeiramente, o casamento gera automaticamente um aumento de receita: somam-se os ganhos do casal e as despesas não crescem na mesma proporção, visto que muitos gastos do dia a dia passam a ser divididos. Essa soma, se bem planejada, eleva o padrão de vida do casal e proporciona maiores oportunidades de realização de sonhos, inclusive na construção de patrimônio de longo prazo”, explica Karoline Roma, planejadora financeira CFP® pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros.

Essa motivação foi primordial para Aline Torres, de 21 anos, e seu namorado, Renan, de 22, moradores de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo. Com a situação financeira apertando na casa de familiares, o casal, junto há dois anos, decidiu que era hora de assumir as finanças conjuntas e procurar um lugar para viver.

Há três meses, ela, que trabalha na área administrativa, e ele, que tem uma transportadora ao lado da família, precisam cuidar para que a renda seja suficiente para cobrir o aluguel, as contas da casa e a faculdade de Renan. “Posso dizer que temos feito milagre com nosso dinheiro, mas ao mesmo tempo vejo que é muito mais econômico pra nós estarmos juntos”, defende Aline. Em meio às reavaliações financeiras, passeios e a pizza do fim de semana, por exemplo, viraram um jantar em casa e, aos poucos, o casal vai mudando a sua relação com o dinheiro. “Acho que a questão financeira, que muitas vezes atrapalha os casais, acabou por nos unir ainda mais.”

Leitura complementar

Planilha dos Sonhos

Planilha dos Sonhos

Ver mais

O desejo de alcançar objetivos financeiros também influenciou Amábile Spessotto, de 25 anos, e seu namorado, Felipe, de 29, juntos há cinco anos. De cara, quando decidiram morar juntos, a união da renda permitiu que alugassem um apartamento mais bem localizado, na região central de São Bernardo do Campo, onde vivem. “Juntos compramos os móveis, alguns com a ajuda da família. Sempre optamos pelos mais baratinhos, mas foi tudo novo e bem bonitinho”, conta Amábile.

Em três anos desde que tomaram a decisão, Amábile terminou faculdade, eles trocaram de emprego, se mudaram para um apartamento maior e financiaram um carro. Hoje, ela trabalha como analista financeira e ele tem um negócio de entrega de marmitas com a família. “Não vou dizer que tudo são flores, tivemos meses ruins, em que achamos que não daríamos conta, mas tivemos calma, evitamos alguns ‘luxos’ e deu tudo certo.” Os próximos planos do casal envolvem dar início à uma poupança conjunta – que ainda não conseguiram se organizar financeiramente para fazer – e começar a pensar na compra de um imóvel.

vida_de_casado_interna

Como encontrar o sucesso financeiro a dois

Quem precisa organizar as finanças a dois sabe que nem sempre é fácil. Enquanto para um, por exemplo, é importante guardar dinheiro para viajar e ter novas experiências, o outro prefere poupar para comprar um casa ou investir em um plano de saúde melhor.

“No casamento, cada um traz seu comportamento em relação a dinheiro, sua influência familiar, crenças e valores. Os conflitos surgem dessas diferenças de perfis e pela falta de conhecimento do que é importante e tem valor para o outro”, explica Karoline.

Para realmente fazer essas escolhas financeiras funcionarem e conquistar objetivos a dois, então, a planejadora explica que é preciso muita conversa. “Primeiramente, é importante conhecer a maneira como o outro lida com as finanças, suas histórias e escolhas. Depois, vocês devem dialogar sobre os sonhos e objetivos de cada um e do casal. À medida que um conhece e apoia o sonho do outro, fazer ajustes e negociações torna-se muito mais fácil. Não existe modelo certo no que diz respeito às finanças do casal, vale o que faz mais sentido para os dois”, conclui.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

Dúvidas enviadas através desse formulário não serão respondidas individualmente por e-mail.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close