Vídeo: como evitar fraudes em seu CPF

Vídeo: como evitar fraudes em seu CPF

Vídeo patrocinado pela Serasa

Só quem já teve seu CPF fraudado sabe a dor de cabeça que isso pode causar – e, pasme, até mesmo as redes sociais podem ser usadas para roubar seus dados. Neste vídeo, Carol Ruhman Sandler bate um papo com o maior ex-hacker do Brasil, Daniel Nascimento, que entrega os principais truques de fraudadores e lhe ensina a evitar este tipo de roubada. Ele também mostra como você pode monitorar seu CPF para agir antes que o pior aconteça. Assista e fique de olho!

Gostou do vídeo? Clique aqui e veja muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Para ler: 

Carol: Só quem já teve o CPF fraudado sabe a dor de cabeça que isso é. Para ajudar você a evitar esse tipo de problema, eu trouxe hoje o maior ex-hacker do Brasil, que vai trazer dicas incríveis de como é que a gente se protege.

Oi, gente. Estou aqui hoje com o Daniel Nascimento, o maior ex-hacker do Brasil e super especialista em proteção. Hoje, ele dá consultoria para grandes empresas.

Daniel, super obrigada de aceitar o nosso convite.

Daniel: eu que agradeço, Carol.

Carol: então, gente, o Daniel tem todas as dicas de como é que você pode proteger, blindar o seu CPF, para evitar qualquer tipo de problema. Antes só de ele começar com as diquinhas dele, incríveis (vocês não sabem o que conteúdo maravilhoso que ele tem pra trazer pra gente), queria só aproveitar para te lembrar: não deixe de assinar o nosso canal. Toda quinta-feira à noite tem um vídeo novo fresquinho, saindo do forno para você. E também não deixe de apertar o botão do sininho, assim você vai receber sempre uma notificação  quando tem vídeo novo no canal. Tá bom?

Antes das dicas do Daniel, também queria contar do livro dele.

Daniel, você escreveu a sua biografia aqui, né? Conta pra gente.

Daniel: a biografia foi escrita pela Sandra [Rossi], lançado pela Idea Editora, projeto muito bacana que agora está em produção também em filme, com um longa.

Carol: gente, a história da vida dele vai virar longa. Ele começou trabalhando com tecnologia aos 11 anos e aos 15 ele era o maior hacker do Brasil. A história é incrível, não pode perder.

Então, Daniel, conta pra gente, qual é o maior erro que as pessoas cometem? Tem alguma falha que é específica, que as mulheres acabam sendo mais vulneráveis?

Daniel: as mulheres são naturalmente mais vulneráveis por causa da gama de produtos e propagandas que existem para elas.

Carol: jura? Tipo o que?

Daniel: remédio milagroso, emagreça em um dia, ganhe 5 anos a menos.

Carol: tudo aquilo que parece bom demais para ser verdade, né?

Daniel: exatamente. Então, ela acaba sendo mais suscetível a cair em fraude.

Carol: entendi. E o que fazer então? Como é que você se previne, o que você faz? Tem algumas dicas práticas para dar pra gente?

Daniel: a prevenção tem que partir de você. Você é seu antivírus. Então, muita atenção com email, propagandas, como eu disse, com produtos milagrosos, promoções milagrosas e sites.

Carol: ver se tem aquele botão do chaveirinho, do cadeadinho, né?

Daniel: também, mas é bom verificar a autenticidade desse site, procurar fazer compras onde você já faz, onde você já conhece, sabe que é confiável.

Carol: e rede wi-fi aberta? Por exemplo, você está em um restaurante e tem uma rede wi-fi?

Daniel: olha, Carol, eu não uso. Eu uso o meu pacote de dados, não me conecto à rede wi-fi nenhuma, porque tem como você fazer uma leitura desses dados, de parte desses dados que trafegam no ar.

Carol: se tem alguém com uma intenção ruim ali, vai entrar na rede para pegar os seus dados. É isso?

Daniel: se você acessa um email sem criptografia, ele vê a sua senha passando na rede e pode acessar o seu email. É complicado.

Carol: gente, que choque. Alguma outra dica que tem para você se prevenir?

Daniel: eu recomendo também um serviço da Serasa chamado antifraude, que é uma prevenção de CPF. Ele emite alertas se alguém fizer uma consulta ou se alguma coisa acontecer nesse sentido. Então, você tem uma prevenção, consegue agir em tempo, antes de a fraude ser cometida.

Carol: e me diz uma coisa Daniel, nessa história com internet, com redes sociais, abaixo-assinados, qual é tipo de risco que a gente está correndo?

Daniel: total, né? Na verdade, esses são mecanismos de pesca.

Carol: pesca, é assim que chama?

Daniel: sim, fishing.

Carol: nossa! Será que eles vão realmente para pegar e pescar o maior número de dados?

Daniel: É suscetível, né? Você precisa do maior número de dados possíveis para cometer uma fraude. Então, quando você assina aqueles negócios de com quem você vai casar, como que vai ser seu ano…

Carol: esses testes também são [mecanismos de pesca]?

Daniel: não estou falando de todos, mas tem uma grande parte que está ali só para ficar pescando dados. Como também os abaixo-assinados, que não tem valor jurídico nenhum no Brasil, mas o pessoal vai lá e assina achando que vai acontecer alguma coisa.

Carol: eu assino todos os abaixo-assinados que me passam!

Daniel: não tem valor jurídico. Então, são métodos que se criam para ter o maior número de informação possível das pessoas, tanto para fraude como para vendas também.

Carol: gente, chocante, né? Daniel, te agradeço super pela participação no nosso canal. Primeiro homem a participar do Finanças Femininas e ele veio, em homenagem à gente, de camisa rosa. Adorei! Daniel, super obrigada!

Daniel: eu que agradeço, Carol. Obrigada, pessoal.

Carol: e se você gostou, não deixa de assinar o nosso canal e assistir ao próximo vídeo. A gente fez tudo com muito carinho para você. Um beijo enorme e até a próxima!

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close