Você ficou mais rica ou mais pobre em 2012?

Você ficou mais rica ou mais pobre em 2012?

O ano passou, já estamos em 2013. Se você quer se preparar para o ano novo e aprender a cuidar das suas finanças, você precisa entender como foi o seu ano passado. Você ganhou ou perdeu dinheiro? Você está andando para frente, para trás, ou está completamente parada? 

Não adianta você nos dizer que ganhou o maior aumento no ano passado, porque isso por si só não quer dizer que o seu patrimônio cresceu. Se você aproveitou para dar entrada em um carro ou casa novos, saiu gastando com jantares e baladas ou então resolveu renovar o guarda-roupa, são maiores as chances de que você tenha, na verdade, ficado mais pobre.

Como assim? Se você financia um apartamento novo, precisa entender que ele só é seu na hora que você pagar tudinho. Até lá, ele é do banco – se você deixar de pagar as parcelas, você sabe bem o que acontece. Enquanto isso, você só fica com as dívidas. O apartamento só passa a contar como um bem do seu patrimônio quando ele estiver inteiro quitado.

Não adianta você pensar que o seu momento melhorou com esta casa nova, que você mora em um bairro mais legal e tem mais espaço agora. Isso são sinais exteriores de riqueza, que muitas vezes não têm nada a ver com a riqueza de fato.

Para saber como a sua vida financeira evoluiu (ou não!) no ano passado, confira este passo a passo:

Veja bem em que pé você está. Olhe o seu extrato do banco, veja se você possui empréstimos, financiamentos, dívidas, seguros, imóveis, etc. Você precisa primeiro reunir todos os seus documentos, para poder ver o quanto você tem e o quanto você deve.

Monte um balanço patrimonial. As empresas fazem seus balanços a cada trimestre para saber como andam as suas finanças. Você pode usar o mesmo método para saber como andam as suas! Você só precisa dividir tudo em duas colunas: a da esquerda, de ativos, que são tudo que você tem, e a da esquerda, a de passivos, que são todas as suas dívidas. Assim fica fácil de visualizar o que é seu de fato e o que você anda devendo.

Separe os ativos dos passivos. Se o imóvel já estiver pago, ele entra nos ativos, se não, nos passivos. O seu saldo no banco, investimentos, o seu FGTS e até as suas joias entram na coluna dos ativos. Já as suas contas a pagar, empréstimos, dívidas e financiamentos entram nos passivos.

Calcule o seu patrimônio. Soma o total dos ativos e dos passivos e então subtraia o valor total dos passivos do dos ativos. Se o resultado der negativo, você na verdade está no vermelho. Você pode, inclusive, conferir aqui o nosso guia dos vários tipos de endividamento e procurar refinanciar a sua dívida. Agora, se o resultado for positivo, parabéns! Você possui de fato um patrimônio financeiro.

Faça um balanço interno. Para descobrir como foi o seu desempenho no ano passado, você só precisa comparar os seus balanços dos últimos anos. Se não der para fazer o do ano anterior, não se preocupe. Veja o seu de 2012, estude-o bem para encontrar formas de melhorar ainda mais a sua vida financeira e guarde-o com cuidado para poder ver a sua evolução!

Aqui no Finanças Femininas vocês podem continuar a aprender sempre de que forma vocês podem melhorar a sua situação e procurar a construir um patrimônio que te dê independência!

Gostou? Ficou alguma dúvida? Conte nos comentários!

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close