Você passou do limite de gastos?

Você passou do limite de gastos?

“Sempre fui controlada com meu dinheiro. Guardava bonitinho todo mês! Pagava todas minhas contas em dia e ainda sobrava para eu ter uma reserva. Mas tudo virou de ponta cabeça quando mudei de emprego e comecei a receber um salário maior. Eu achava que podia tudo, então passei a comprar loucamente e nem olhava o saldo. Quando percebi estava sem reserva e cheia de dívidas, entrei em pânico. Não sabia mais como colocar um limite”, conta Luciene, 36 anos.

Somos estimuladas a comprar em todos os lugares que frequentamos. Atire a primeira pedra quem nunca entrou numa farmácia para comprar um remédio e saiu cheia de balas, cremes e outros produtos que nem precisava tanto assim.

Além disso, a facilidade ao crédito está encrencando a vida financeira de muita gente. Se não tivermos maturidade o suficiente, foco em nossos objetivos, fica fácil de se perder e ficar no vermelho com dívidas. Não fique desanimada e coloque limites para si mesma, assim como Luciene. Acredite, isso é possível!

1º passo: Pare apenas de dar ênfase nos gastos e no que compra. Tudo bem consumir, desde que seja de forma consciente, sabendo o quanto ganha e quanto pode gastar todos os dias. Cartão de crédito, limite do banco e cheque só são atrativos para você perder a noção e se perder nas compras.

2º passo: Assuma a sua situação financeira. Está endividada? Não tenha medo e saiba o quanto está devendo. O choque de realidade é bom para termos noção e irmos em busca do que queremos. É claro que nessa hora seus hábitos precisam mudar, como: saídas para comer fora, compras de roupas desnecessárias…

3º passo: Organize uma planilha com todos gastos do mês. Anote tudo! Organize por categorias de consumo e nas despesas mensais seja clara no que está pagando, por exempo: IPTU, água… Dessa forma entende para onde o dinheiro está indo e fica mais fácil fazer possíveis cortes para organizar sua vida financeira.

4º passo: Saiba qual é o seu saldo no banco. Tem dívidas? Quantifique o valor delas e estipule um prazo para pagá-las. Veja quanto de juros é cobrado por ter parcelado e renegocie todas elas de forma honesta para o seu bolso. Se for bem organizadinha conseguirá fazer isso sem drama e pressão.

5º passo: Depois de alguns meses anotando, identificando e poupando vai ser automático e sentirá a diferença no seu bolso. Gastos que você julga supérfluos vão ficar para depois e vai poupar cada vez mais. Sabendo quanto gasta na média dá para ter uma boa noção e tornar tudo mais fácil para si mesma.

6º passo: Mantenha a ida a manicure e o cafézinho depois do almoço. O segredo é parar de parcelar, tentar comprar tudo a vista e evitar o usar o cartão de crédito. Pode comprar – conscientemente – todo mês, fazer a unha toda semana e sair para jantar com as amigas. Aliás, tente não parar com tudo isso.

7º passo: Priorize os seus gastos e ganhe na renda. Ter vida de rica e não ser rica não combinam. As aparências enganam e a única prejudicada é você. Pode se vestir bem e andar como uma princesa, só banque a vida que pode! Um jeito bom é criar metas para realizar toda semana e todo mês.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco.

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

carolinaruhman

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close