14 dicas para economizar no supermercado

14 dicas para economizar no supermercado

Em tempos de crise, economizar no supermercado é quase tarefa de malabarista. O bom é que alguns truques, como planejar o cardápio semanal, dá para evitar um rombo no orçamento e seguir seu planejamento financeiro sem tantos sustos. A seguir, entregamos dicas para você encarar a inflação e não gastar todo o salário em compras para a casa.

Leitura complementar

Cardápio da Semana

Cardápio da Semana

Ver mais

1) Planeje o cardápio semanal

Fazer compras fica muito mais fácil (e barato) quando você sabe exatamente o que vai cozinhar. Esse planejamento será a base da lista de compras – outro item fundamental para economizar no supermercado – e evitará que você compre mais do que o necessário. Pense em alimentos versáteis, que rendam diferentes pratos, como carne moída e batata-doce. Preparamos uma planilha para te ajudar a desenhar o cardápio da semana de um jeito muito mais fácil, clique aqui e veja!

2) Faça uma lista de compras

Ir sem ela ao supermercado é como se jogar em um mundo de tentações e não ter armas para resistir. Acontece que, sem planejamento, compramos muitos itens que não precisamos – e sempre nos esquecemos de algo que deveria entrar no carrinho. O resultado aparece no caixa. Por isso, faça uma lista de compras com tudo que precisar levar, inclusive com as quantidades. Clique aqui e confira nosso modelo de lista de supermercado organizada de um jeito simples para facilitar sua vida.

3) Não vá ao supermercado com fome

Com o estômago vazio, a vontade é de colocar no carrinho tudo que aparece pela frente. Quem confirma isso é a ciência: um estudo divulgado na publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos apontou que as pessoas têm mais impulsos consumistas quando estão com fome – e isso vale para todo tipo de produto, inclusive para alimentos.

4) Faça compras nos dias certos

Isso pode implicar em ter que ir ao supermercado várias vezes ao mês, mas garantimos que vale a pena. A maioria das grandes redes oferece promoções em dias específicos da semana. Por exemplo, alguns dedicaram as quartas-feiras para deixar frutas, legumes e verduras mais baratos. Já bebidas e carnes ficam com preços mais salgados nos fins de semana.

como-economizar-supermercado

5) Varie onde você faz compras

Se você faz parte do time que sempre vai aos mesmos lugares, hora de repensar o hábito. Dispor-se a bater perna garante ótimos negócios e muita economia. Além das grandes redes, dedique um tempo aos hortifrútis e mercados de bairro, que podem reservar preços surpreendentes e alimentos fresquinhos.

7) Enxugue o carrinho

Em tempos de crise, os primeiros que precisam ser cortados da lista são os supérfluos. Caixa de bombons, frios, sorvete e leite fermentado são alguns dos itens que podem ficar de fora enquanto a situação estiver apertada. Foque nos essenciais. Fica a dica: eles costumam ficar no fundo do supermercado, assim, você passa por aquele mundaréu de besteirinhas tentadoras. Então, corra e pegue-os antes de cair na tentação!

8) Renda-se aos “atacarejos” e divida as compras entre amigos

Mais baratos que os supermercados regulares, eles são conhecidos por venderem no atacado, mas também oferecem produtos para o varejo. Como os pacotes costumam ser grandes demais para uma família só (e estocar pode não ser boa ideia por conta dos prazos de validade), uma solução é convidar conhecidos para dividi-los – e, claro, dividir a conta. Assim, todos saem ganhando

9) Dê uma chance às linhas dos próprios supermercados

Elas costumam ter preços mais atrativos e oferecem cada dia maior variedade de produtos, facilitando a vida de quem quer deixar de lado marcas mais caras. Segundo a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, elas são, em média, 40% mais baratas. Entre os supermercados que oferecem a opção estão os do Pão de Açúcar (Qualitá, Taeq, Pra Valer, Liss, Casino, Club des Sommeliers e Finlandek), Assaí Atacadista (Econobom e Chef), Walmart (The Bakery, +Ekonomico, Parent’s Choice, Special Kitty, Equate, Great Value e Sentir Bem) e Dia.

11) Entre em programas de fidelidade

Assim como programas de milhagem, eles acumulam pontos em compras, que podem ser trocados por produtos, e ainda oferecem descontos exclusivos para os associados. Mas, atenção, pois só vale a pena aderir se eles forem gratuitos.

12) Vá nos mais baratinhos

Você pode até ser fiel a uma marca, mas quando os preços sobem demais, é hora de pensar na “traição” e substituí-la por uma mais em conta. Encontrar alternativas é simples: basta olhar para a parte de baixo das prateleiras, pois os supermercados costumam esconder ali as marcas menos conhecidas – e que, muitas vezes, oferecem qualidade equivalente ou maior. Permita-se experimentar!

13) Deixe os filhos menores em casa

O “mamãe eu quero” pode ter consequências graves na hora de passar no caixa. Se você precisa levá-los, vá direto aos itens da lista e evite a todo custo as prateleiras de guloseimas. Agora, se não tiver como driblar a vontade da garotada, negocie apenas um produto supérfluo. Vale também ressaltar, caso você opte por levar as crianças ao supermercado, que é este é um bom momento para ensinar algumas lições sobre educação financeira. Estimule seu filho a ajudá-la a economizar.

14) Cheque a prateleira perto do vencimento

Calma, não queremos que você tenha uma infecção intestinal. Acontece que alimentos próximos da validade podem ter um desconto bem amigo e compensarem a compra. Alguns mercados até os concentram em uma prateleira. Mas pense bem se você realmente conseguirá consumi-los antes que vençam, senão, você acabará jogando o produto e seu dinheiro no lixo.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close