5 formas de não gastar o seu dinheiro neste fim de ano

5 formas de não gastar o seu dinheiro neste fim de ano

Fim de ano é uma época em que costumamos gastar mais dinheiro do que o programado. Seja com viagem de férias, presentes de Natal ou com a festa de Ano Novo. O fato é que, muitas vezes, a fatura do cartão aumenta e começa o descontrole das finanças. E lembre-se de que as despesas extras, como IPTU, IPVA e matrícula de escola, começam logo em janeiro.

Pode não ser uma tarefa fácil controlar impulsos de consumo e racionalizar os gastos para não entrar no novo ano presa a compromissos financeiros assumidos anteriormente. Mas calma que trouxemos 5 dicas do economista e consultor do Sebrae, Sérgio Dias, para você conseguir poupar seu dinheiro neste fim de ano. Preparada para começar 2018 com as finanças em dia?

1 – Abuse da prudência

Gastar muito dinheiro, na atual situação de crise econômica, não é uma boa ideia. Não se deixe levar pelas promoções de fim de ano e procure direcionar seus gastos para a quitação de dívidas que possuem taxas de juros extremamente elevadas, como cartões de crédito e cheque especial. E o principal, evite contrair novas dívidas com compras supérfluas.

2 – Anote todos os gastos

Fazer anotações de gastos e de ganhos é uma forma de organizar suas finanças e elaborar um planejamento financeiro. Quando registramos esses valores, podemos projetar nosso fluxo de caixa e estabelecer regras para o consumo.

“A organização financeira permite que você realize suas compras e pagamentos de despesas de forma segura, evitando contratempos e situações em que a falta de dinheiro se torna crítica”, ressalta.

3 – Planeje o quanto irá gastar

Leitura complementar

Planilha Amiga de Orçamento

Planilha Amiga de Orçamento

Ver mais

Saber o quanto ganha, quais as contas fixas e o quanto irá sobrar desse dinheiro é importante para se programar com as compras de fim de ano. Utilize uma planilha, aplicativos de gerenciamento financeiro ou mesmo anotações em papel de todos os gastos que vão ocorrer nesse período.

“Separe os gastos obrigatórios, os quais você não pode deixar de realizar, como aluguéis, prestações, taxas de serviços essenciais, mensalidades de colégio, condomínio. Verifique se há saldo com relação aos seus ganhos. Caso haja, considere esse saldo como o limite de seus gastos extras com o fim e o começo de ano”, comenta.

dinheiro-ano

4 – Economize nos presentes

Presente é tudo aquilo que se oferece de forma espontânea a outra pessoa com o objetivo de fazê-la mais feliz, em sinal de amor, reconhecimento, amizade. Mas nem por isso devemos extrapolar e prejudicar nossa saúde financeira ao escolher um item acima do orçamento. Entretanto, para não deixar a data passar em branco, Dias aconselha a produzir um mimo.

“Se você tem facilidade e inspiração para escrever, faça isso. Escreva algum texto expressando seu amor, amizade ou reconhecimento e a felicidade que a pessoa te proporciona. Se sua habilidade é para realização de coisas expressivas e materiais, como artesanato, pintura, escultura, crie seu presente.”

5 – Use a criatividade

Não ter habilidade ou criatividade para produzir o presente não significa que não ame a pessoa. Basta procurar algo que caiba em seu bolso. Opte por presentear a pessoa com alguma coisa que seja do agrado dela, como uma foto em uma moldura bonita.

“Foque nos recursos disponíveis e procure tirar o maior proveito deles, ou seja, faça mais com menos. Independente da situação, o mais importante de tudo é sua atitude de querer presentear alguém de alguma forma”, conclui.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Gabriella Bertoni

Gabriella Bertoni

Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

close