5 lições do filme ‘Não sei Como ela Consegue’

5 lições do filme ‘Não sei Como ela Consegue’

Quem é que consegue ser a esposa perfeita, cuidar dos filhos e participar de todas as suas atividades dentro e fora da escola, deixar a casa impecável e ainda bombar no trabalho? No filme Não sei Como ela Consegue (2011), Kate Reddy (Sarah Jessica Parker) é uma executiva lotada de trabalho. Com dois filhos  pequenos e um marido que a ajuda muito, ela vive se desdobrando em mil.

A rotina de Kate é cheia de viagens à trabalho, compromissos familiares e tarefas domésticas. Mesmo sendo toda atrapalhada e perdendo alguns momentos familiares ela faz o possível para ser boa mãe e ficar perto de seus filhos quando tem uma folga.

A história de Kate soa parecida para você? Pois é, muitas mulheres têm a mesma rotina e são verdadeiras malabaristas no dia a dia. Ao longo da semana programam mentalmente os afazeres para que tudo saia dentro do esperado por elas e sua família.

A agitação de quem tem uma agenda cheia pode ser o desafio de uma vida inteira. Talvez seja esse o toque especial que precisamos para manter a motivação e conseguir fazer todas as tarefas com maestria diariamente. Nesse turbilhão de tarefas, responsabilidades e metas aprendemos bastante coisa.

No caso de Kate Reddy, personagem do filme Não sei como ela consegue, ela teve que levar um choque de realidade para perceber certas coisas que estava na ponta do seu nariz. Veja quais são:

Faça listas: Com tantos compromissos, tarefas e datas fica fácil esquecer de algum detalhezinho. Tenha uma lista de afazer em mãos para não falhar ou perder algum compromisso.

O toque de alerta acontece quando a sua rotina profissional está tão atrapalhada que você se perde. Para que tudo saia dentro do planejado, o ideal é se programar com duas semanas de antecedência (se houver essa possibilidade, é claro!).

Semanalmente faça uma lista com todas as tarefas para aqueles dias. Distribua as tarefas nos dias destinado e, se possível, no seu horário de trabalho. Conforme completar uma tarefa, risque e passe para a próxima. Tente fazer tudo no mesmo dia e no horário destinado. Apenas troque ou desmarque em situações de extrema necessidade.

Agradeça tudo: Basta ter uma oportunidade que Kate sai agradecendo. E não é só uma vez… as vezes são duas, três ou mais de quatro.

Por mais que seja engraçado, agradeça! Se sentir a necessidade não precisa falar em alto e bom som. Pense e mentalize o agradecimento. Dessa forma você está valorizando suas conquistas e as oportunidades. É uma boa forma de se manter motivada. 

Mantenha o profissionalismo: Independente do lugar que trabalha – formal ou informal – mantenha a postura. Isso não significa ser agressiva como um homem. Dá para ser feminina e manter o distanciamento e a imagem de uma profissional qualificada.

Brincar e ser descontraída pode ser uma boa qualidade no happy hour. No entanto, durante o horário comercial é necessário manter o respeito dentro do ambiente de trabalho. Seja valorizada por cumprir metas e ter um bom desempenho, não por ser divertida.

Muitas vezes a simpatia é confundida com sentimentos amorosos. Por isso é bom evitar e manter o distanciamento. Não tenha medo e, caso passe por uma saia justa, seja firme. Diga que está lá para trabalhar e volte rapidamente para o assunto profissional.  

Diga não: Antes de usar a palavra sim, você precisa estar consciente da sua decisão. É como o ditado popular diz: “Cada escolha, uma renúncia”. Em determinadas situações aquela tarefa requer mais tempo disponível. Você está pronta para isso?

Mas antes de recusar ou negociar um prazo você precisa de argumentos favoráveis para conseguir o que quer. Se fizer um bom trabalho, fique tranquila que seu desempenho vai ser reconhecido.

Valorize a família: O crescimento dos filhos e uma nova fase num relacionamento são etapas que não podem ser esquecidas com nossa rotina. Organize-se para conviver com seus filhos e marido diariamente.

Kate se culpa por sempre estar viajando, passar pouco tempo em casa e por não acompanhar o crescimento do filho. Por sorte tem um marido que a ajuda em todas as tarefas domésticas e fica bastante com os pequenos.

O segredo neste momento é esquecer do trabalho quando estiver perto do marido ou das crianças. Tente ficar mais com sua família, mesmo que sua agenda profissional esteja lotada. Tem horas que a gente precisa simplesmente desligar o celular um pouco ou se afastar do email (não no meio de uma emergência, por favor!).

Nem sempre temos controle de todas as situações. Não se culpe por possível imprevistos. Eles acontecem a todo momento. Para não ficar chateada, lembre-se que você não é heroína, por mais que consiga realizar diversas tarefas ao mesmo tempo! Por isso, aprenda a pegar leve com você mesma – essa é a chave da felicidade!

E você, consegue fazer tudo sem drama?

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close