5 passos para ingressar em um mercado pouco explorado

5 passos para ingressar em um mercado pouco explorado

Escolheu entrar em um mercado pouco explorado e não sabe por onde começar? Essa mudança de carreira requer um bom planejamento e uma análise criteriosa do mercado de trabalho. Sem isso, essa transformação pode não trazer resultados positivos e é grande o risco de fracasso.

“Ingressar em qualquer mercado, principalmente nos pouco explorados, requer da pretendente um bom planejamento, que inclui não somente as avaliações e projeções das ações a serem implementadas, como uma análise criteriosa desse mercado em termos de composição, tamanho, perspectivas de crescimento, concorrentes atuantes e público alvo”, comenta Sérgio Dias, economista e consultor do Sebrae.

Confira 5 dicas para saber como percorrer esse caminho com mais segurança:

1 – Analise cuidadosamente o mercado

O primeiro passo é avaliar se os seus conhecimentos e experiência estão alinhados e adequados às exigências do mercado. Se ainda estiver insegura, vale a pena investir em cursos, aperfeiçoar o currículo e participar de eventos com o objetivo de fazer networking.

Faça uma análise para identificar seus pontos fortes e fracos, as oportunidades e as ameaças que o mercado apresenta. Essa é uma ótima maneira de conhecer outros profissionais da área, o que pode te ajudar no futuro.

2 – Avalie os riscos

O Brasil vem, aos poucos, recuperando-se de uma crise econômica que deixou mais de 13 milhões de pessoas desempregadas. Calcule os riscos e pondere se esse é o melhor momento para encarar uma mudança de carreira.

“A decisão de mudar deve ser precedida de um estudo meticuloso sobre as condições e características da nova área e uma adequação das suas competências e conhecimentos. Também deve ser considerada uma análise de risco. Sem isso, a mudança pode transformar-se em um salto no escuro”, destaca Dias.

3 – Adquira conhecimento

Durante a sua mudança de carreira, o seu crescimento profissional virá com sua especialização. “Cada área de negócio apresenta características e particularidades próprias e os seus conhecimentos e capacitações devem ser adquiridos previamente. Preparar-se para as exigências e requisitos da nova área é fundamental”, ressalta Dias.

mudar-carreira

4 – Agregue conhecimento à graduação

A faculdade é uma boa forma de adquirir conhecimento. Porém, Dias alerta que fazer uma segunda graduação talvez não seja a melhor opção. “Os conhecimentos específicos de um determinado negócio e de sua gestão podem ser adquiridos em treinamentos e capacitações oferecidos por entidades de apoio ao empreendedorismo.”

5 – Não tenha medo de empreender

Empreender é uma maneira de desenvolver-se profissionalmente, em qualquer área de negócio. Coloque sua ideia em prática, busque por investimentos e siga seu sonho.

“Para isso, é preciso ter atitude de querer, planejamento para prever e preparar-se para as exigências do negócio e realizar o planejado. Aconselho também a criar indicadores de esforços e resultados, para medir e avaliar as ações, e fazer as correções necessárias”, conclui Dias.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Gabriella Bertoni

Gabriella Bertoni

Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

close