5 reações que você tem ao ler notícias de economia

5 reações que você tem ao ler notícias de economia

Você entra no metrô lotado e, enquanto tenta encontrar um lugar (em pé e espremida, claro!), começa a ler notícias no celular para chegar ao trabalho bem informada. Enquanto tenta juntar forças para encarar o dia, é atingida por bombardeio de notícias desastrosas sobre a economia.

Até esquece que há uma senhora com o cotovelo encostado na sua cabeça, uma criança resmungando, um passageiro ouvindo funk e um ambulante oferecendo água naquele calor infernal. As notícias econômicas estão mesmo de tirar o fôlego.

Você não aguenta mais reportagens sobre “inflação alta”, “aumento do desemprego”, “aprofundamento da recessão” e “rombo fiscal”. E o dia está só começando. Você ainda vai precisar de energia para fazer mais uma baldeação e caminhar 15 minutos até o escritório. É quando se vê forçada a colocar imediatamente em prática tudo o que aprendeu em livros de autoajuda e programas de TV, com pessoas que superaram as piores adversidades vendo o “lado bom” das coisas.

Aí você prefere pensar:

1-“Com tantas demissões, os pais podem dedicar mais tempo aos filhos pequenose  finalmente tentar entender porque eles se encantam tanto com esse desenho da Peppa Pig”.


via GIPHY

2-“Os preços mais altos forçam as pessoas a gastar menos, consumir menos, sair menos, ir menos ao cinema. Logo, serão obrigadas a se interiorizar, a repensar o papel do dinheiro e se tornarão pessoas melhores”.


via GIPHY

3-“Com tanto endividamento, as pessoas aperfeiçoarão as habilidades matemáticas e darão vazão àquela veia de estilista, aproveitando para transformar a calça surrada em uma bermuda sexy e aquele vestido desbotado em uma bela saia”.


via GIPHY

4-“Passada a crise, milhares de mulheres estarão prontas para abrir salões de beleza, depois de tanto tempo fazendo as unhas em casa e se virando para fazer as luzes no cabelo sozinhas para economizar”.


via GIPHY

5-“Os laços de amizade serão reforçados, pois é em momentos difíceis, como de desemprego e dívidas acumuladas, que se reconhece aquelas amigas camaradas e que levam o maior jeito para psicóloga”.


via GIPHY

O metrô se aproxima da estação, você termina de ler as notícias e conclui que valeu a pena ter lido tanto livro de autoajuda. E se sente até mais animada antes de fazer a baldeação…

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close