7 dicas para escolher uma boa consultoria financeira

7 dicas para escolher uma boa consultoria financeira

Se você sabe o que deseja conquistar, mas precisa de uma forcinha com o planejamento, a presença de uma consultoria financeira pode ser muito bem-vinda. Os profissionais desse ramo têm como objetivo auxiliar os clientes na construção dos seus sonhos – seja se eles estiverem em busca de se livrar das dívidas, comprar um apartamento ou poupar para a aposentadoria.

A ajuda de um profissional qualificado, portanto, pode dar um grande empurrão aos seus objetivos. Mas, se essa escolha não for bem feita, a “parceria” pode acabar se tornando uma cilada. Para ajudá-la a tomar essa decisão, conversamos com Marcia Belluzo Dessen, planejadora financeira CFP® e diretora da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar), e com Carol Sandler, coach financeira e fundadora do Finanças Femininas.

1) Conheça os diferentes profissionais

São vários os profissionais que se propõem a prestar consultoria financeira. Para encontrar o mais indicado para você, então, o primeiro passo é conhecer o trabalho e objetivos de cada um.

Na classificação profissional, Marcia explica que entram: bancários (que negociam exclusivamente produtos e serviços da instituição que representam), agentes autônomos de investimento (que, ao contrário do que sugere o nome, representam a instituição com a qual mantém vínculo contratual), consultores (profissionais ou empresas credenciados pela Comissão de Valores Mobiliários para prestar consultoria) e planejadores financeiros (que, com a Certificação CFP®, podem atuar de maneira independente ou vinculados a alguma instituição).

como_escolher_consultoria_financeira_interna

2) Investigue sua isenção

Para Carol, a independência é a principal característica de uma boa empresa ou profissional de consultoria financeira. “É preciso ter certeza de que aquela pessoa não recebe o que se chama no mercado de ‘rebate’, uma espécie de ‘comissão’ pela indicação de alguns produtos financeiros.” A isenção do profissional nos leva ao próximo tópico.

3) Tenha certeza de que você é o foco da conversa

“O profissional comprometido coloca o cliente em primeiro lugar”, defende Marcia. Por isso, é preciso ficar atenta à venda indiscriminada de produtos, sem a avaliação do seu perfil, objetivos e expectativas.

4) Busque recomendações

Como na contratação de qualquer serviço, é preciso buscar referências e recomendações do profissional ou empresa em questão. Carol indica que a pessoa faça uma pesquisa de mercado, compare diferentes valores e propostas.

5) Considere a formação profissional

Qualificação profissional é outro ponto-chave dessa história. É preciso olhar o currículo e histórico do profissional para que você se sinta confortável e confiante com o serviço que será executado.

Leitura complementar

Planilha dos Sonhos

Planilha dos Sonhos

Ver mais

6) Valorize o profissionalismo

A ética e o profissionalismo devem andar juntos à qualificação. “Se a pessoa começar a revelar informações de outros clientes, desrespeitando a individualidade de cada um, é preciso ficar alerta”, orienta Carol.

7) Encontre alguém com quem tenha afinidade

Por fim, não só de qualidades técnicas se faz essa relação. É importante encontrar um profissional com quem você se sinta à vontade para falar sobre a sua situação financeira e o que deseja conquistar. A afinidade faz muita diferença para que resultados interessantes sejam alcançados.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!  

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close