7 sinais de que está na hora de vender o carro

7 sinais de que está na hora de vender o carro

Você já está com o mesmo carro há algum tempo e quer vendê-lo? Nem sempre é fácil tomar essa decisão. Para fazer uma escolha acertada, é preciso saber reconhecer os sinais de que está mesmo na hora de trocar de automóvel. Depois de algum tempo de uso, é preciso avaliar se as despesas com manutenção e oficina mecânica realmente valem a pena. Confira nossa lista com sete indicativos de que a venda do veículo é uma boa opção.

Você também pode gostar:
7 dicas para escolher o seguro do seu carro
Gastos com carro em um ano podem chegar a metade do seu valor total
6 cuidados básicos para economizar com seu carro

Um dos principais alertas de que o momento de vender o automóvel pode ter chegado é quando os gastos anuais com manutenção são superiores ao valor de venda do carro. Você vai gastando cada vez mais com os reparos e leva prejuízo sem nem mesmo perceber. Coloque na ponta do lápis o quanto você tem gastado com manutenção e avalie o valor de venda do seu carro atualmente.

1. O carro vai para a oficina com muita frequência

Se você precisa levar o carro para a oficina mecânica com muita frequência, é normal que cogite vendê-lo. Porém, antes de tomar a decisão, é importante saber se há um desgaste geral do veículo ou se o problema foi a falta de revisões. Se existir um desgaste como um todo, a venda é uma boa saída. Se você continuar com o mesmo carro, as despesas com consertos vão se acumulando e podem não compensar. Caso o seu carro tenha ficado desgastado precocemente em função da falta de revisões, reveja seus hábitos para que o mesmo não aconteça se você estiver pensando em comprar um modelo mais novo.

2. A quilometragem chegou a 60 mil km

A partir de 60 mil km, o veículo geralmente começa a exigir manutenção com maior frequência, gerando mais gastos. Isso ocorre porque há um desgaste natural de alguns componentes, como embreagem e suspensão.

hora-vender-carro

Continue a ler a matéria na próxima página!

3. Você não está satisfeita

Um bom momento para vender o carro é quando você não está mais satisfeita com a marca ou a concessionária. Isso acontece, por exemplo, quando é necessário trocar uma peça e você precisa esperar muito tempo para isso, enquanto fica sem o veículo. Se lidar com a concessionária é sempre uma dor de cabeça, é uma oportunidade para estudar a venda do automóvel.

4. Você já está com o carro há cinco anos

Alguns materiais que compõem as peças dos veículos, como plásticos e borrachas, correm um risco maior de se deformarem depois de cinco anos de uso. Eles podem quebrar com mais facilidade e perder elasticidade. Após cinco anos de utilização, é comum os carros precisarem ir para a oficina em função de problemas em vedadores ou mangueiras. Se você vender seu automóvel enquanto ele ainda está em bom estado, maior será a chance de conseguir um bom valor por ele.

5. Desvalorização do carro

Fique atenta à possível desvalorização de seu veículo no mercado. Se você notar que isso está acontecendo, não demore muito para vender, senão pode ter prejuízo. Os carros podem ser desvalorizados por fatores como saída de linha ou mudança de modelo. Para se prevenir, acompanhe as novidades do mercado automotivo.

6. Suas necessidades mudaram

Se seu carro não atende mais suas necessidades, considere a troca por um que esteja de acordo com sua nova realidade. Se você tem usado o carro com muito mais frequência e em percursos bem maiores, um veículo mais econômico pode ser uma opção melhor.

7. Você quase não tira o carro da garagem

Ter um carro à disposição pode facilitar bastante a vida, principalmente para quem trabalha muito longe de casa. Mas se este não é o seu caso e você quase não usa o veículo, vale a pena colocar na ponta do lápis as despesas que ele te dá. Se você quase não o usa, pode ser mais vantajoso vendê-lo e usar táxi ou uber no dia a dia. Assim você fica livre de despesas como IPVA e manutenção.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close