8 tipos de chefes e como lidar com eles

8 tipos de chefes e como lidar com eles

Para o bem ou para o mal, todo mundo tem um chefe (às vezes mais de um). Provavelmente você já topou com vários estilos ao longo de sua carreira – alguns são inspiradores e foram verdadeiros anjos para você, enquanto outros causam arrepios só de lembrar.

A vantagem é que todos eles ensinam algo, tanto sobre o que fazer como sobre o que não fazer. Cabe a você saber aproveitar cada situação para absorver lições importantes para sua carreira e até para sua vida. Listamos os tipos de chefes mais comuns e dicas para lidar com eles.

1) Chefe controlador

O horário que você chega, como você está vestida, o que você está fazendo, que horas você vai embora, com quem você conversa: nada escapa do controle deste tipo de chefe. Às vezes, você até pode se perguntar onde ele arranja tempo para trabalhar se passa boa parte do expediente cuidando da sua vida.

Como lidar: nem sempre dá para escapar, principalmente em questões que envolvem a cultura da empresa e o contrato de trabalho, como rigidez com horário. O problema é maior quando esse chefe começa a interferir em questões pessoais. Caso isso aconteça, é melhor cortar o mal pela raiz. “Quando você ouvir perguntas muito invasivas, diga que não se sente confortável para falar sobre isso. Pode ser firme e direta”, ensina Rudney Junior, sócio-diretor da BR Talent e especialista em RH. Só para garantir, compartilhe poucas informações sobre sua vida pessoal.

2) Chefe centralizador

Ele simplesmente não confia em ninguém e não delega tarefas, tampouco tem paciência para ensinar, prejudicando seu crescimento. Em sua cabeça, ninguém é melhor do que ele.

Como lidar: como, teoricamente, o problema é a falta de confiança nos funcionários, o melhor caminho é conquistá-la. Entregue um bom trabalho. Ao ver os resultados, esse chefe pode começar a se abrir e, aos poucos, delegar tarefas. Fique o mais próximo possível dele para não estagnar seu próprio aprendizado e sempre reconheça o conhecimento que ele tem a lhe oferecer.

3) Chefe detalhista ao extremo

Analisa o trabalho de todos com uma lupa e não deixa um detalhe passar, o que acaba dificultando a fluidez do trabalho. É tanta minúcia que as entregas ficam comprometidas.

Como lidar: buscando sempre a perfeição. A pressão pode ser grande, mas pense que é melhor entregar um trabalho bem feito de cara do que perder tempo com refações. Outra medida preventiva é, antes de começar qualquer tarefa, alinhar todos os detalhes e ver exatamente  o que ele quer que seja feito.

4) Chefe estrela

Ninguém pode brilhar mais do que ele. Seu ego faz com que ele leve as glórias de tudo, inclusive pelo trabalho desenvolvido por toda a equipe. É como se sua vaidade fosse maior do que sua competência.

Como lidar: é muito difícil competir com ele, ainda mais considerando a hierarquia da empresa. Muitas vezes, é preciso maturidade para saber abdicar do palco. “Os bons profissionais acabam aparecendo independentemente de chefes assim. A verdade aparece”, tranquiliza Rudney. Caso você já não tenha mais esperanças, vale se perguntar se você realmente deseja ser subordinada de uma pessoa assim e, quem sabe, considerar outro emprego.

tipos-de-chefe-como-lidar

5) Chefe desenvolvedor

Ter um gestor assim é sorte grande! Ele gosta de ensinar e ver a equipe inteira crescendo e tem generosidade para dar e vender. Ao contrário do estrela, fica genuinamente feliz com a evolução de seus companheiros.

Como lidar: a missão desse líder é justamente saber conduzir bem conversas e feedbacks positivos e negativos, então, é preciso estar sempre de peito aberto para aceitar e respeitar. Ele buscará desenvolver seus pontos fracos e usar seus pontos fortes para entregar resultados. “Aproveite ao máximo todas as tarefas que forem designadas, pois elas lhe foram atribuídas por você deter todos os conhecimentos necessários para tal, ou você precisa desenvolver determinada habilidade. Se souber aproveitá-las, o tempo que passar sob sua chefia será de grande crescimento profissional”, diz Larissa Meiglin, psicóloga e supervisora da área de apoio ao candidato e a carreira da Catho.

6) Chefe liberal (até demais)

É ótimo ter liberdade para trabalhar, mas, ele deixa a equipe tão solta que não existe orientação ou diretriz alguma. Assim, você mal sabe onde está acertando ou errando e, pior, não vai ter feedback para crescer como profissional.

Como lidar: está liberado cobrar este tipo de chefe. Chame-o para conversar, peça orientação, pergunte como se comportar e seja firme para que seus pontos fiquem claros, senão ele não vai resolver.

7) Chefe gente boa

Ele se dá bem com todo mundo – e todo mundo retribui o carinho –, tem uma postura tranquila e é tolerante com erros. O problema é que ele costuma colocar panos quentes quando qualquer conflito surge, deixando de se posicionar  para que aquilo não aconteça novamente.

Como lidar: seja cordial,prestativa com todos e mantenha-se tranquila. Se algo a incomodou, convide-o para conversar, pois armar um barraco não é bem visto. Ele é um mestre no jogo de cintura, então vale observar suas ações para também adquirir essa habilidade. “No entanto, se identificar que esse tipo de chefe é gente boa até demais, use esse exemplo para observar até onde vale a pena ser um profissional super amigável e onde é mais interessante expor uma postura mais firme e segura”, aponta Larrisa.

8) Chefe autoritário

Com ele, você trabalha mais por medo das consequências do que por vontade própria. Chamar a equipe para tomar decisões, então, nem pensar. Assim, você mal se sente parte da equipe, tampouco tem abertura para diálogo.

Como lidar: imagine que você é um soldado lidando com seu capitão. É assim que ele gosta de pensar, então, deixe implícito o quanto você respeita sua opinião, peça orientações para fazer suas tarefas e siga tudo à risca.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close