A dívida mais cara é também a mais comum

A dívida mais cara é também a mais comum

Por mais que saibamos o quanto pesam no bolso os juros do cartão de crédito, ele continua sendo o principal responsável pelas dívidas dos brasileiros. Um levantamento feito em 2013 pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio- RJ) apontou que o cartão e o carnê são as principais dívidas a serem quitadas em 2014, com uma larga fatia de 89% das pendências financeiras dos entrevistados.

Mais além, de todos os endividados que fazem parte da pesquisa, 43% possuem despesas extras de início de ano, como IPVA, IPTU, matrícula e material escolar. A tentação das ofertas, com possibilidade de diluir o pagamento segue com um forte poder de persuasão no momento da compra. Não sentir o peso das parcelas de imediato continua nos iludindo, mesmo com a ciência de que a dívida com o cartão de crédito é uma das mais caras do mercado.

Um dos efeitos imediatos do endividamento é ter que abrir mão de alguns momentos de lazer. Prova disso é um outro dado que aparece no levantamento, de que 53% dos entrevistados vão passar o verão em casa. Com as contas acumuladas, viajar não chega a ficar nem em segundo plano!

Outros 14% dos entrevistados, por outro lado, disseram que vão trabalhar mais no verão, que normalmente é o período em que as pessoas tiram férias ou aproveitam recessos. Dos 15% que pretendem viajar, 69% ficarão no próprio estado, ou seja, mesmo os que pretendem curtir não querer gastar tanto dinheiro, tendo em vista que as viagens mais distantes costumam ficar mais caras.

Não parece fora de lógica? Se trabalhamos tanto ao longo do ano, o ideal seria poder aproveitar as férias de verão para curtir uma viagem bacana, poder planejar os dias de descanso da maneira como merecemos. Bom, obviamente que o indicado não é enforcar-se ainda mais com dívidas com uma viagem, mas a questão é que a situação poderia ser diferente se revíssemos alguns hábitos.

Pense bem, quanto você teria a mais em sua conta bancária hoje se não tivesse comprado três sandálias, em vez de uma só? E se a lista de presentes de natal tivesse sido mais enxuta, será que a fatura estaria tão cara? São gastos picados que no fim das contas geram uma enorme bola de neve. Então se você faz parte destas estatísticas, que tal refletir sobre essa situação e tentar mudar de patamar no próximo verão? Quando você estiver tranquilamente sentada sob um guarda sol, tomando uma água de coco na praia que sempre quis conhecer, certamente irá nos agradecer!

 

 

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close