Acha difícil guardar dinheiro? Experimente poupar a dois

Acha difícil guardar dinheiro? Experimente poupar a dois

Sabemos: guardar dinheiro pode ser um grande desafio. E mesmo entendendo a importância de criar esse hábito, muita gente tem dificuldade de manter a disciplina na hora de poupar. Se você é uma delas, conheça uma estratégia que pode aumentar a sua motivação: a ideia de poupar a dois.

“Os estudos mostram duas coisas em relação à poupança: que ter um objetivo funciona melhor e que poupar junto a outra pessoa também aumenta suas chances de sucesso. Se você consegue juntar as duas coisas, é possível sobrepor as vantagens”, explica Vera Rita de Mello Ferreira, consultora e professora de psicologia econômica e educação financeira.

Por isso, se você planeja comprar um carro com o seu marido ou fazer uma viagem de férias com a família, unir esforços pode facilitar – e muito – a tarefa de conquistar recursos. “Pode ser muito interessante para a família embarcar com os filhos nesse projeto. Mas se os pais decidirem envolver as crianças, é ainda mais importante que haja consistência, porque senão elas podem sair da experiência levando uma marca ruim”, orienta Vera.

Por que poupar a dois funciona?

Ter uma meta de poupança ao lado de outra pessoa funciona, principalmente, porque um consegue incentivar e manter o outro firme nesse processo – desde que a relação seja boa, obviamente. Se um está fraquejando, o outro dá uma força e o lembra de seus objetivos, se um quer comprar alguma coisa super cara, o outro o distrai do consumo por impulso. “A relação funciona como uma espécie de rede de segurança: quando um está caindo, o outro vai lá e o segura”, explica a especialista.

Outro ponto que torna essa estratégia tão eficaz é a ideia do compromisso público. Isso significa que só o fato de dizermos a alguém que vamos fazer algo, já aumenta as chances de cumprirmos a meta – mesmo que esse comportamento não seja deliberado.

Mas, atenção…

Para que a estratégia de poupar a dois funcione, é fundamental que cada um mantenha uma quantia para gastar livremente, orienta Vera. “Esse valor é para gastos pessoais e a pessoa não precisa dar satisfação a outra sobre ele. Isso é importante porque, ao se controlar demais, a pessoa acaba gerando um desconforto psíquico tão grande à si mesma, que, em algum momento, acaba não aguentando manter o foco.”

poupar_a_dois_interna

E como fazer

Para quem deseja ter a experiência de poupar em conjunto, Vera ensina algumas “técnicas” que podem ser utilizadas para tornar essa tarefa mais leve e lúdica. Esse pode ser um bom “start” de poupança. Depois de um tempo, a ideia é que a disciplina passe a acompanhá-la livremente. Confira.

Criem um jogo

Uma das ideias para tornar a poupança com outras pessoas mais interessante é “gamificar” a experiência, ou seja, transformá-la em uma espécie de competição. Uma das formas de fazer isso é marcando um “score” de quem consegue poupar mais, economizar mais ou se organizar melhor. “Dessa maneira, a tarefa se torna um tipo de ‘brincadeira’”, explica Vera.

Leitura complementar

Investimento para iniciantes

Investimento para iniciantes

Ver mais

Usem recursos visuais

Podemos não perceber, mas somos muito influenciados por estímulos visuais. Por isso, criar uma forma de monitorar a evolução de vocês com o olhar pode ser muito motivador. Um exemplo pode ser um calendário pregado na parede no qual vocês marcam quanto conseguiram guardar até o momento ou dão um “check” nos dias que cumpriram a meta estipulada.

Se acharem necessário, parcelem a poupança em dias

Guardar R$ 300 por mês parece difícil e distante? Tente, então, criar a meta de reservar R$ 10 por dia. Isso aumentará a sensação de que a tarefa é possível e pode ser mais motivador, já que você poderá visualizar a evolução.

Estabeleçam metas intermediárias

Outra boa forma de manter a disciplina no caminho da poupança é estabelecer objetivos periódicos, por exemplo, semanais ou mensais. Conforme vocês forem alcançando essas metas, será mais fácil visualizar a recompensa dos seus esforços se aproximando.

Marquem comemorações intermediárias

Além de estabelecerem metas intermediárias, pode ser interessante também marcar comemorações periódicas sempre que um objetivo for alcançado. Claro que são indicados programas nos quais vocês gastem pouco, mas, além de essa ser uma maneira de incentivo, ainda pode proporcionar bons momentos entre o casal ou a família.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close