Clubes de assinatura valem a pena?

Clubes de assinatura valem a pena?

De cervejas a cosméticos, de livros a produtos eróticos: os clubes de assinatura vêm ganhando espaço e se disseminando por diversas áreas no Brasil. Para quem não conhece, funciona assim: por meio de uma assinatura mensal, a pessoa passa a receber produtos diretamente na sua casa – sejam itens pré-selecionados pela consumidora ou vindos de uma curadoria feita para ela.

Enquanto alguns clubes focam na praticidade, ou seja, na entrega de produtos de uso diário da consumidora – como um clube de anticoncepcional ou de itens de supermercado -, outros buscam oferecer uma experiência à assinante. Isso ocorre, por exemplo, nos clubes de vinho ou lingerie, que enviam aos domicílios itens surpresas, selecionados por profissionais.

Presentes nos mais variados segmentos, de pequenas a grandes empresas, já são mais de 300 clubes no País, segundo dados da Associação Brasileira de Clubes de Assinatura. Pela perspectiva de quem vende, os clubes surgem como uma garantia de receita certa todo mês, uma oportunidade de administrar mais facilmente os seus custos e, ainda, uma forma de se relacionar mais intimamente com os clientes.

Por mais interessante que seja essa ideia, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) orienta que toda iniciativa que estimula o consumo deve ser vista com cautela, principalmente quando isso ocorre de maneira automática. “O grande chamariz desse modelo é a facilidade de aquisição dos produtos e os descontos anunciados, já que os itens podem ser mais baratos do que em uma loja física. Mas, ao mesmo tempo, esses clubes podem estimular o consumo excessivo”, pondera o Instituto.

Pensando nisso, veja alguns pontos para colocar no papel na hora decidir se um clube de assinatura vale a pena para você.

Quanto os clubes de assinatura estão lhe custando?

Leitura complementar

Planilha de Orçamento Familiar

Planilha de Orçamento Familiar

Ver mais

Antes de mais nada, é fundamental ter consciência de que, a partir do momento que você entrar em um clube de assinatura, essa passará a ser mais uma despesa fixa no seu orçamento mensal. Por isso, é importante que você avalie quanto o/ou os clubes irão lhe custar e se esse valor realmente cabe confortavelmente no seu bolso.

Fez a assinatura no impulso?

Por mais legal que seja receber um livro novo todo mês em casa, compras impensadas devem ser sempre evitadas. Por isso, antes de se inscrever em um clube de assinatura é interessante seguir alguns passos para não cair no consumo impulsivo: como tirar um tempo para pensar se realmente quer ou precisa daqueles itens e verificar o impacto do gasto no seu bolso. “Importante, neste caso, é que as pessoas avaliem se necessitam mesmo daquele produto – ainda mais em tempos de crise”, coloca o Idec.

clube_de_assinatura_interna

O preço compensa?

Vale também fazer uma boa pesquisa de preço dos itens enviados, para ver se o investimento realmente está valendo a pena. No caso dos clubes que oferecem uma curadoria de produtos, não só o valor do objeto está em jogo, mas o próprio serviço de seleção, por isso, pode ficar mais difícil calcular os preços. De qualquer maneira, entender o que está pagando – e se concorda com isso – é essencial.

“Comparar o preço em estabelecimentos físicos e online ajuda a garantir que os descontos oferecidos sejam realmente vantajosos e não propagandas enganosas”, orienta o Idec. É importante lembrar também que o fato de um produto estar com desconto não significa necessariamente que ele esteja custando pouco. Por isso, é sempre importante levar em conta as suas possibilidades financeiras.

Você entendeu o regulamento?

Antes de fazer a sua assinatura, é fundamental tirar um tempo para entender o regulamento, vendo, por exemplo, o que está sendo cobrado, o que irá receber, quais as condições e procedimentos para deixar o clube se quiser.

Você está usufruindo daqueles produtos?

De tempos em tempos, é interessante também fazer uma avalição do clube e ver se você realmente está fazendo bom proveito dos produtos que está recebendo. Se perceber que o dinheiro colocado não está valendo a pena, cancele a assinatura.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close