Como arrumar a casa e fazer dinheiro ao mesmo tempo

Como arrumar a casa e fazer dinheiro ao mesmo tempo

Toda vez que a gente faz uma faxina caprichada sempre fica aquela sensação de quem tem muita coisa sobrando em casa. Aquele enfeite que já encardiu e está simplesmente horroroso na mesinha de centro, aquela escultura esquisita que você nem gosta muito, mas continua no canto da sala, sem falar naquele quadro que você sempre detestou, mas mantêm na parede porque foi presente da sogra.

E ai a gente acaba pensando que tem que arranjar um dia para desfazer-se do que não precisa mais, seja para doar ou para vender, mas sempre acaba deixando a tarefa para outro dia. Bom, levar em consideração que esse tempo pode te garantir uma graninha extra e uma casa com um visual mais clean e organizado já são motivos razoáveis para tirar essa proposta do campo das ideias e torna-la realidade!

Vencida a etapa da preguiça, vem agora o desafio do desapego. Tem muita coisa que você acha que não tem mais espaço na sua casa, mas certamente vai encontrar valor emocional para quase tudo. O problema é que se você ficar apegada a tudo, com o tempo vai ter a sensação de que está morando em um museu.

Para facilitar essa dura tarefa, encontramos uma ideia super interessante no blog Budgets are Sexy. Quando sentir-se em dúvida quanto a manter algo em casa ou não, faça uma pergunta bem simples a si mesma: Você compraria isso novamente hoje em dia? Se a resposta for sim, é porque você realmente gosta daquele objeto e não precisa desfazer-se dele agora. Caso contrário, não pense duas vezes, venda ou doe.

como arrumar a casa

Separando o joio do trigo

Se a sua ideia é tentar fazer algum dinheiro com essa limpeza, então a seleção do que fica com você e o que será descartado deve ser feita em duas etapas. Primeiro foque em somente saber o que você realmente não vai querer mais. Em seguida, veja o que vai para o lixo, o que pode ser doado (fazer caridade é sempre bom!) e o que será vendido.

Nas duas últimas categorias é bom lembrar que tudo que você separou deve estar em bom estado de conservação. Se você tem antiguidades em casa, vale a pena dar uma pesquisada para saber o quanto estão dispostos a pagar por isso em antiquários ou mesmo procurar colecionadores.

Sites de compra, venda e troca online são o caminho mais fácil de vender suas coisas sem muito trabalho. Além disso você pode vender roupas, sapatos, bolsas e acessórios que não quer mais em bazares.

A ideia não somente é boa pelo lado financeiro e organizacional, mas também é útil para o caso de uma mudança, por exemplo. Encaixotar suas coisas vai ficar bem mais fácil, tendo em vista que você terá a certeza de levar só as coisas que realmente quer.

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close