Como declarar o seu plano de aposentadoria no Imposto de Renda

Como declarar o seu plano de aposentadoria no Imposto de Renda

Post patrocinado pela Caixa Seguradora. 

Quem tem a preocupação de construir um futuro bem cuidado sabe que um plano de aposentadoria privada é o passo mais importante para dar. Para quem já fez o seu, fica a dúvida neste momento: como fazer a declaração do plano no Imposto de Renda?

O assunto pode parecer chato, mas é melhor esclarecer todas as dúvidas o quanto antes para evitar qualquer tipo de confusão. Além disso, quanto mais cedo você declarar seus impostos, maior a chance de receber a sua restituição logo.

Você também pode gostar:
Quanto devo poupar por mês para a minha aposentadoria?
Cuidar do seu futuro não pode virar uma promessa furada
Qual o segredo para guardar dinheiro todo mês?

Antes de mais nada, como você já deve saber, existem dois tipos de planos de aposentadoria: Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). Assim como cada um tem suas próprias características, a forma de declarar as informações na declaração também é feita de maneiras diferentes em cada caso.

Quem tem um plano VGBL, por exemplo, não precisa declarar quanto o dinheiro rendeu, caso não tenha feito nenhum resgate. Por exemplo, vamos imaginar que você tenha depositado R$ 1 mil em seu plano em 2014. Em R$ 2015, você deposita mais R$ 1 mil. Suponhamos que o dinheiro tenha rendido R$ 300 nesses dois anos. Sendo assim, você declara R$ 1 mil no fim de 2014 e R$ 2 mil referentes ao fim de 2015. Os R$ 300 de rendimento nesses dois anos não precisam ser declarados, somente quanto dinheiro você aplicou no plano.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Isso só vale para quando você não saca o dinheiro do plano. Se por algum motivo foi preciso retirar parte do dinheiro que está ali, isso precisa ser informado na declaração.

Já no caso do PGBL, ao contrário do que explicamos acima, é preciso declarar não só o dinheiro guardado no plano de aposentadoria, mas também os rendimentos, além dos valores retirados do plano.

Os detalhes de como é feita cada declaração estão disponíveis no site da Caixa Seguradora. Pode parecer um bicho de sete cabeças, mas não é! Aqui você encontra um passo a passo de como declarar todas as informações, inclusive com imagens de onde colocar os dados no formulário.

Pronto. Agora que você sabe o quanto vai pagar de Imposto de Renda, aproveite o benefício fiscal dos planos de previdência PGBL e pague menos imposto na declaração de 2017. Você pode deduzir as contribuições do seu PGBL até o limite de 12% da sua renda bruta anual. Mas fique atenta: só é possível deduzir se você contribuir para a Previdência Social ou Regime Próprio de Previdência. E se você, que cuida do seu futuro, já contribui nesse limite, utilize o valor excedente para contratar um plano VGBL. Nesta modalidade, o imposto incide somente sobre os rendimentos. Viu só? Para se preparar para o futuro, é só começar.

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close