Como escolher uma região para morar

Como escolher uma região para morar

Na hora de escolher um imóvel para morar, seja para aluguel ou compra, uma das principais escolhas a serem tomadas diz respeito à região onde se deseja viver. Definir o valor que se pode pagar é primordial, mas não para por aí: para se sentir satisfeita com a decisão, a pessoa precisa viver em um bairro capaz de lhe proporcionar acesso a serviços que considere essenciais.

Para fazer a escolha correta – e não acabar gastando mais do que pode ou tendo gastos desnecessários com mudanças – é preciso ponderar diversos fatores e tentar definir aquilo que é realmente importante para você. “Antes de mudar, a pessoa precisa entender para que ela precisa daquele imóvel. As mudanças frequentes acabam trazendo gastos maiores, por isso, a decisão precisa ser racional”, explica Guilherme Ribeiro, diretor de Marketing da Rede Imobiliária Secovi.

Pense sobre o seu momento de vida
O primeiro passo para escolher um imóvel, portanto, é pensar sobre a fase que está vivendo. “O investimento imobiliário correto para uma pessoa tem a ver com o momento de vida em que ela se encontra: ela vai casar? Já tem filhos? Ainda é solteira? Viaja muito? Trabalha em casa? Tudo isso deve ser levado em consideração”, explica Ribeiro.

Outro ponto importante é tentar projetar por quanto tempo você pretende viver naquele lugar. Se os seus planos forem de longo prazo, é preciso ter ainda mais racionalidade na escolha. Já se estiver escolhendo um imóvel temporário, é possível ser mais flexível. “Ao longo do tempo as famílias vão mudando as suas preferências, conforme suas prioridades vão se transformando.”

Avalie quais serviços são essenciais para você
Depois de pensar sobre o estilo de vida que deseja levar, vai ficar mais fácil definir quais serviços você faz questão de ter por perto nesse momento de vida. Para quem tem filhos, por exemplo, uma escola nas proximidades é um atrativo. Ter boas opções de transporte perto de casa também faz diferença na segurança.

regiao_para_morar_interna

De maneira geral, é preciso escolher uma região capaz de lhe oferecer o mínimo de conforto nas atividades diárias. É importante que você tenha acesso fácil ao seu trabalho – considerando o meio de transporte que prefere utilizar – e uma boa dose de comércio local. “Na última década, sentimos uma demanda cada vez maior das pessoas por conseguirem fazer algumas atividades a pé: elas gostam de ter um parque, um mercado de rua ou alguns restaurantes por perto.”

Vai ser difícil encontrar um lugar que cumpra todos os requisitos, por isso é tão importante elencar prioridades. Nesse ponto, a palavra-chave é custo-benefício. “Hoje, por exemplo, cada vez mais as pessoas estão optando por morar longe de onde trabalham, para proporcionar mais qualidade de vida à família”, explica o profissional.

Considere o perfil do bairro
Entender o perfil do bairro – e do próprio condomínio, se for o caso – é extremamente importante para não se decepcionar ou gerar conflitos. Há regiões mais novas, por exemplo, que oferecem preços atrativos, mas nas quais os serviços podem demorar mais a chegar. Há outras que acumulam muitos bares e restaurantes e acabam sendo mais cheias à noite. Por isso, é importante pensar em como se deseja viver.

Pesquise e converse com as pessoas
O melhor jeito de definir se a região realmente coincide com as suas expectativas é pesquisando e pedindo a opinião de pessoas que vivem ou já viveram naquele bairro. Assim, você poderá ter uma visão completa sobre as vantagens e desvantagens de cada local e tomar uma decisão mais precisa.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close