Como mudar de cidade sem estourar o orçamento

Como mudar de cidade sem estourar o orçamento

Pode ser uma proposta de trabalho, um intercâmbio ou uma graduação. Seja lá qual for o motivo, fazer as malas e mudar de cidade dá aquele friozinho na barriga da gente! A fase de adaptação pode oscilar entre novidades maravilhosas e períodos de certa instabilidade emocional. Mas no fim das contas, com equilíbrio e paciência as coisas vão chegando no lugar.

Algumas mudanças são planejadas com mais tempo e podem ser feitas com mais calma, pois você ganha espaço para fazer seu planejamento e até montar uma reserva de emergência, caso ainda não tenha. Mas nem sempre há espaço para montar um planejamento prévio. No caso de um emprego, por exemplo, você pode ser chamada para o local do trabalho em questão de apenas alguns dias. Se este for o seu caso, o cuidado nos primeiros meses deve ser redobrado.

Como tudo é novidade (inclusive o custo de vida no novo local!), é possível que você fique um pouco perdida inicialmente sobre o quanto precisará gastar para manter-se nesta nova cidade. Para te ajudar a evitar alguns sufocos, seguem algumas dicas importantes!

Contenção de despesas

Para evitar tomar um susto com o extrato da sua conta bancária logo no primeiro mês, o ideal é que você contenha a sua empolgação inicial e procure ser o mais econômica possível. Essa prudência logo no início fará com que você possa analisar de perto o que custa mais caro e o que é mais barato em relação à cidade em que você viveu anteriormente.

Tire um tempo para caminhar na sua vizinhança, dê uma olhada nos preços oferecidos nos comércios que vão fazer parte do seu cotidiano, como farmácias, padarias, supermercados, restaurantes, etc.

Se você notar que o custo de vida na nova cidade é bem menor do que você gastava antes, aproveite esse momento para guardar algum dinheiro. Esse pode ser o momento ideal para começar a fazer algum tipo de investimento e reservar dinheiro para o futuro.

dicas para economizar em uma nova cidade

De mãos vazias

Se você optou por fazer uma mudança radical e resolveu mudar-se para a cidade que sempre quis antes mesmo de garantir um emprego, a importância do conselho acima é dobrada! E neste caso, ainda que você esteja ansiosa para respirar novos ares, não há como contestar: só arrume suas malas quando estiver com uma boa reserva financeira para arcar com suas despesas.

Faça uma pesquisa não só do custo de vida do local onde você pretende morar, mas também de como anda o mercado de trabalho na área em que você atua. Enquanto não encontra uma oportunidade de emprego fixo, procure fazer trabalhos como freelancer para garantir uma grana. Através desses contatos as coisas podem acontecer com mais facilidade, é uma forma de fazer networking.

Custos de instalação

Procurar moradia é algo que vai lhe demandar paciência. Além do valor que vai gastar com aluguel, leve em conta alguns custos adicionais, como compra de alguns móveis, utensílios domésticos e até mesmo uma adaptação quanto a clima. Quem sai do Nordeste para o Sul do país, por exemplo, provavelmente vai precisar comprar mais roupas de frio.

Se você tiver intenção de morar em repúblicas, pesquise bastante porque existem alguns lugares que já oferecem quartos mobiliados, o que certamente lhe poupará uma boa grana.

Agora, se a sua intenção é morar sozinha, vale a pena passar uns dias na cidade antes de mudar-se para avaliar todas as condições do local. Repare bem nas instalações elétricas, verifique se existem rachaduras ou infiltrações, procure levantar o máximo de informações possíveis sobre o prédio e as condições de infraestrutura, para evitar surpresas desagradáveis posteriormente.

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close