Como pedir aumento de salário em tempos de crise

Como pedir aumento de salário em tempos de crise

Um aumento de salário é sempre bem vindo. O grande problema é que o agravamento da crise econômica tem tirado o fôlego das empresas para melhorar os salários dos funcionários. O cenário é outro, inclusive, com o desemprego avançando, de acordo com as projeções de analistas para 2016.

Em uma pesquisa da consultoria de transição de carreira Thomas Case & Associados, 76% dos entrevistados acreditam que não será possível pedir aumento salarial neste ano. A maioria afirma que prefere ganhar menos do que correr o risco de perder o emprego.

Para a especialista em RH, gestão de pessoas, liderança e coaching executivo e professora da IBE-FGV, Lígia Molina, este comportamento é comum em tempos de crise. Ela explica que neste momento o trabalhador tende a focar-se em manter o emprego, para depois pensar em crescimento dentro da empresa.

Você também vai gostar de:
6 motivos para não deixar a conta bancária no vermelho
5 maneiras de ganhar mais dinheiro em tempos de crise
4 erros que estão te impedindo de crescer

Para Lígia, o momento é extremamente delicado para o pedido de aumento. “Basta considerar a situação econômica que o Brasil todo está enfrentando. São muitas incertezas e qualquer aumento de gastos pode acabar desfalcando a empresa”, argumenta.

Consultamos a especialista para listar tudo o que você precisa considerar antes da conversa sobre aumento de salário com seu chefe.

Avalie a situação da empresa no enfrentamento da crise

O mais importante, neste momento, é ter uma visão bem clara de qual é a situação da empresa diante da crise. Ainda que você prepare um discurso muito bem fundamentado sobre os motivos de merecer um aumento, sua tentativa pode ir por água baixo se você fizer isso no momento inadequado.

“Ninguém melhor que você, uma funcionária ativa na empresa, para analisar a situação e avaliar se existe a possibilidade de aumento ou não”, explica Ligia.

É preciso ter paciência para compreender o momento crítico. “O gestor precisa ter funcionários comprometidos, que vistam a camisa e se empenhem para encontrar soluções para problemas acarretados pela crise”, esclarece a especialista.

Se você levou em consideração o que foi falado acima e acredita que existe espaço na empresa em que trabalha para pedir este aumento, seguem alguns conselhos para fazer este pedido da melhor forma possível.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Prepare-se para argumentar

Antes da conversa com o chefe, prepare-se. Você não precisa fazer uma apresentação profissional ou decorar um texto – apenas certifique-se de ter bons argumentos para explicar por qual motivo merece o aumento de salário.

Mostre seu progresso individual, contando como colaborou para o crescimento da empresa. Se você estiver sobrecarregada, mostre que está executando tarefas que exigem mais do que o combinado quando você foi contratada. Cuidado com o tom na hora de expor este argumento. Em vez de expressar desconforto por isso, esclareça que a experiência está sendo interessante, mas que você quer o reconhecimento financeiro pelo seu trabalho.

Mostre o que você pode acrescentar na nova função e leve algumas ideias de projetos que você gostaria de desenvolver para a empresa – não há nada mais bacana do que ser proativa. Este tipo de visão empreendedora é recompensada por muitos chefes!

Não leve para o pessoal

É importante que a conversa seja totalmente profissional e que você demonstre os méritos para receber o aumento. “A empresa não tem nada a ver com as suas finanças pessoais. Ela paga pelo serviço prestado, não para ajudá-la financeiramente”, reforça Ligia.

Dívidas, compras e outras necessidades pessoais são de sua responsabilidade e dependem de como você administra o dinheiro. A única obrigação da empresa é pagar o seu salário.

Não reclame para terceiros

Mesmo que você tenha colegas de confiança em seu ambiente de trabalho, Ligia recomenda que você não demonstre insatisfação sobre o salário ou qualquer outro problema para ninguém além do gestor ou o chefe.

“É ele que tem que resolver o problema. Se você não busca solução, só estará criando um ambiente desagradável no trabalho por causa das reclamações”, aconselha a especialista.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Fale com seu chefe pessoalmente e em particular

A história da americana Talia Jane, ex-funcionária da Eat24, é um exemplo de como é importante ter uma conversa particular e direta. Ela foi demitida após publicar em redes sociais uma carta aberta ao chefe pedindo um aumento de salário.

Para apresentar sua proposta de aumento, marque um horário com o chefe para uma conversa particular. Não opte por enviar a proposta por e-mail ou falar sobre o assunto perto de outros colegas.

Tente marcar um horário para falar sobre isso no começo do dia, antes de possíveis estresses e problemas que cansam a mente de qualquer pessoa.

pedindo-aumento-em-tempos-de-crise

Saiba ouvir… Não importa qual seja a resposta.

Os seus argumentos são importantes na conversa, porém também é preciso ouvir. Esteja atenta ao que o chefe tem a dizer.

Ainda que você não consiga espaço para garantir o seu aumento de imediato, seus esforços para ajudar a empresa a atravessar a crise serão recompensados quando o momento ruim passar.

Caso o gestor sugira uma previsão para o aumento, anote bem a data para propor uma nova conversa e cobrar o que foi prometido. “Se a possibilidade de aumento no futuro foi aberta, você pode cobrar com o mesmo profissionalismo que propôs da primeira vez”, aconselha Ligia.

Ao receber um feedback negativo, não tenha medo de questionar o motivo para o seu chefe. Caso o problema não seja somente a crise, mas a necessidade de maior empenho de sua parte como profissional, você poderá basear-se nisso para trabalhar em busca do aumento.

Se lá na frente este reconhecimento não vier naturalmente, será a hora de você refletir sobre suas perspectivas neste cargo. “O salário deve ser o último fator para segurá-la em uma empresa. Se nem isto estiver compensando, hora de repensar os seus objetivos de carreira”, explica a especialista.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Financas Femininas

Finanças Femininas

Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

close