Contas digitais: os grandes bancos não as oferecem mais, veja onde abrir a sua

Contas digitais: os grandes bancos não as oferecem mais, veja onde abrir a sua

Para quem quer economizar com as tarifas de banco, a melhor opção sempre foi abrir uma conta digital. Afinal, quem é que quer perder tempo indo na agência e ainda gastar com isso? No entanto, anos depois de ser lançada, a modalidade está desaparecendo da prateleira dos grandes bancos brasileiros.

As contas digitais foram estabelecidas pelo Banco Central em 2010 e permitem movimentação apenas pela internet, celular ou caixas eletrônicos. Transferências e consultas de extrato são gratuitas e você ainda recebe um cartão de débito. Para falar com um gerente na agência ou no telefone, você é cobrada à parte.

Nos últimos tempos, os bancos Itaú e Bradesco acabaram com a abertura de novas contas. Já o Banco do Brasil não permite mais que clientes que já têm conta façam a migração para a conta digital.

Você ainda não tem uma conta digital e quer abrir a sua? Confira então as opções que ainda existem no mercado para você ter uma conta bancária sem tarifas:

Banco Neon

Neste banco digital, o cliente não paga nada para abrir a conta, emitir um cartão e transferir entre contas da instituição. A anuidade do cartão também é gratuita, assim como o primeiro saque do mês e a primeira transferência do mês para outros bancos. As demais transferências para outros bancos custam R$ 3,50, os demais saques, R$ 6,90. Para compras internacionais, é cobrada uma taxa de 4%, além do IOF.

contas-digitais-itau-bradesco-banco-do-brasil

Banco Sofisa Direto

O banco oferece uma conta gratuita, mas sem cartão de débito. O banco permite a realização de investimentos de até R$ 1 milhão.

Banco Intermedium

O banco não cobra para os clientes realizarem saques e checarem seus extratos, assim como para fazer DOCs e TEDs. Além disso, oferece um cartão de débito sem anuidade.

Banco do Brasil

Oferece a Conta Fácil Gratuita, que não cobra serviços como emissão de cartão de débito, depósitos ilimitados e transferências entre contas, além da primeira consulta do mês ao extrato do mês e primeiro saque.

Antes de fazer a sua, tome cuidado para não cair em ciladas, como venda casada de produtos como seguros ou cartões com anuidade.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close