Cupom de desconto: 10 dicas para economizar ao máximo

Cupom de desconto: 10 dicas para economizar ao máximo

Quem resiste a um generoso cupom de desconto? Eles são mania nos Estados Unidos – vide reality shows de pessoas que criam estoques de produtos economizando centenas de dólares graças a esse recurso – e, por aqui, vêm ganhando cada vez mais espaço. Porém, para tirar o máximo de proveito, é preciso ser esperta e extremamente racional, do contrário, você poderá até gastar mais do que deveria. Por isso, reunimos algumas dicas que a ajudarão a economizar para valer ao usar cupons de desconto, confira!

1. Pesquise sites

Eles são muitos e, procurando direitinho, dá para achar descontos ótimos. Entre os mais conhecidos, podemos elencar o Cuponomia, Cupom.com, Busca Descontos, Cuponeria, CupoNation e Cuponomize. Não podemos nos esquecer, ainda, dos sites de compras coletivas, como o Peixe Urbano, Groupon e Save Me.

2. Baixe aplicativos

Alguns dos sites citados acima – como o Cuponeria – têm seus próprios apps. Além deles, existem aplicativos mais específicos. Quem deseja salvar uma grana ao comer fora de casa, por exemplo, pode baixar o Pedida de Hoje, Mobo, Restorando e o das redes de fast food China In Box, Mc Donald’s e Burguer King. Para economizar nas compras de supermercado, vale a pena baixar os apps do Pão de Açúcar e Extra, que oferecem descontos personalizados e exclusivos de acordo com os produtos que a cliente costuma comprar. O cupom é aplicado no caixa ao informar o CPF.

3. Cadastre-se em fóruns

Apesar de, hoje em dia, não serem tão usados quanto nos primórdios da internet, eles permanecem vivos e cheios de descontos. Os mais conhecidos na internet são o Adrenaline, mais voltado para tecnologia e jogos, e o Hardmob, onde é possível encontrar um amplo leque de produtos em promoção.

cupom-de-desconto

4. Inscreva-se em newsletters

Para fidelizar os clientes, muitas lojas oferecem cupons exclusivos para quem opta por receber as novidades por email – em algumas, o simples ato de se inscrever já garante o desconto de 10%. No entanto, todo cuidado é pouco: as newsletters costumam ser recheadas de tentações, que podem levá-la a comprar impulsivamente. Para adotar essa estratégia, certifique-se de que seu lado consumista está sob controle.

5. Lembre-se dos cupons físicos

Eles são uma febre nos Estados Unidos e, aos poucos, vêm ganhando espaço por aqui. O supermercado Dia, por exemplo, emite cupons no caixa a cada compra realizada. Já na drogaria DrogaRaia isso é feito no balcão, ao pedir um remédio. Outra opção para quem é de São Paulo é o livro Dois por Um, que reúne 83 passeios a dois onde apenas uma pessoa pagará. Os criadores garantem que os descontos representam uma economia de mais de R$ 5.000, se contabilizar todas as atrações.

6. Use as redes sociais

Não faltam grupos, páginas e perfis no Facebook, Twitter e até Instagram que divulgam cupons para quem não perde um desconto. Eles vão além da aquisição de produtos e chegam no setor de serviços, como as páginas dedicadas a postar cupons de apps de transporte particular.

7. Cuidado com a impulsividade

É difícil se controlar ao ver um super desconto. Porém, assim como acontece nas liquidações, é preciso tomar cuidado. Nada de comprar algo só porque você tem um cupom em mãos – adquira apenas o necessário. Não deixe que isso seja uma desculpa para consumir mais.

8. Certifique-se de que é um bom desconto

Raramente a loja oferecerá o tão desejado “70% OFF”. Muitas vezes, trata-se de um modesto desconto de 5%. Neste caso, será que vale a pena comprar naquela loja? Pesquise o preço em outros locais e veja se o cupom realmente justifica a compra. O mesmo vale para serviços, como transporte particular.

9. Se possível, acumule descontos

Se você utilizar o cupom em um produto que já está em promoção, economizará em dobro. Apenas confira se isso é possível, uma vez que muitos estabelecimentos não permitem descontos acumulativos.

10. Fique de olho nas pegadinhas

São muitos os casos em que os cupons possuem algum tipo de condição de uso – por exemplo, é preciso fazer uma compra com valor mínimo, ou apenas produtos de determinada marca entram na promoção. Observe esses pontos e, só então, avalie se vale a pena efetuar a compra. Também é indicado conferir os preços em outros estabelecimentos, pois eles podem ser mais atraentes mesmo depois de aplicar o desconto.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close