Dia do cliente: como melhorar o atendimento e lucrar mais

Dia do cliente: como melhorar o atendimento e lucrar mais

O dia 15 de setembro pode não representar nada significativo no calendário de muita gente. Para quem é comerciante, no entanto, a data é bem especial e merece atenção: hoje é o Dia do Cliente. Segundo informações do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Educação Cotinuada (CPDEC), estudos recentes mostram que 97% das empresas não conseguem satisfazer mais que 60% de seus clientes.

Má qualidade de atendimento é um dos fatores que com frequência afastam potenciais clientes. Como já dissemos em vários momentos, em tempos de crise é preciso buscar o diferencial para conseguir resultados melhores. Em nossa visão, atendimento de boa qualidade deveria ser premissa básica para o funcionamento de qualquer comércio ou prestador de serviços, mas como infelizmente isso está distante da realidade, cabe a nós incentivar cada vez mais a melhoria neste processo. No fim das contas, todo mundo fica feliz: o cliente bem atendido e a empreendedora no lucro.

Você também pode gostar: 
Venda mais em tempos de crise
3 segredos para ter uma boa equipe de vendas
Crise: Você foi afetada por ela?

Antes de mais nada, é preciso entender melhor o perfil dos seus clientes, conforme orienta a professora de contabilidade e gestão financeira da IBE-FGV, Eliza Lippe. “A empresa precisa fazer uma pesquisa de mercado para verificar quais as reais necessidades de quem compra dela, entender quem são os seus clientes: saber quanto podem pagar, quais produtos têm mais saída, quais estão ficando parados é fundamental. A pesquisa ajuda a empresa decidir as promoções que devem ser feitas e a abordagem ao seu público”, destaca.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Fidelização de clientes e atendimento

Fechar o dia com uma boa venda é ótimo, melhor ainda é este cliente retornar à sua loja várias outras vezes e ainda recomendar aos amigos. Neste ponto, a especialista aponta que o foco precisa ser maior do que simplesmente fazer promoções e distribuir brindes. “Esses itens podem ser um chamativo de atenção para o cliente tornar-se fiel a marca e a empresa. Outro chamariz é o atendimento. Entender seu cliente também repercute na forma de tratá-lo e as pesquisas indicam que investimento em treinamento do colaborador para fidelizar um cliente é mais baixo do que conquistar um novo. Quando ele passa a ver vantagens em comprar esta marca em detrimento de outra, começa a ser fiel”, ressalta.

dia-do-cliente

O bom atendimento não se resume apenas a tratar o cliente com educação. Treine seus funcionários para que sejam atenciosos, atentos a detalhes, proativos e, acima de tudo, honestos e respeitosos. Tem sensação mais desagradável que entrar em uma loja, experimentar uma roupa que claramente ficou péssima, mas o vendedor (a) insistir em te dizer que ficou bom? Usar a abordagem errada para tentar vender o produto mais caro, falta de transparência e honestidade com os clientes são fatores que afugentam os clientes. Preste atenção nas reais necessidades, respeite os limites, entenda o contexto para fazer sugestões. Todos esses cuidados são levados em consideração. Se a pessoa está em seu estabelecimento disposta a gastar dinheiro, ela quer ser muito bem tratada.

Negociação de preços

Saber se posicionar bem em uma negociação é fundamental para melhorar seus resultados. Na verdade, é preciso se movimentar estrategicamente, visando um relação ganha-ganha. Você precisa dar espaço para que o cliente negocie os preços, sem com isso prejudicar sua margem de lucro.

Em geral, os preços estabelecidos possuem uma margem limitada, para permitir uma brecha de negociação. Se o desconto desejado pelo cliente estiver aquém de suas possibilidades, vale analisar a situação com cuidado. É possível fazer uma brecha neste caso? Tenho espaço para aumentar os preços de outros produtos e recuperar a margem de lucro perdida nesta negociação? Esta é uma compra ou um cliente que valem a pena abrir essa exceção? Analise caso a caso, não seja inflexível. Uma negociação bem feita pode lhe render outras vendas futuramente.

Fotos: Shutterstock

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close