Dicas de como enxugar o orçamento para quem ganha até R$ 4 mil

Dicas de como enxugar o orçamento para quem ganha até R$ 4 mil

Olhe para seu orçamento hoje. Você é capaz de manter as suas despesas fixas consumindo somente de 30% a 40% da sua renda? O desafio é difícil, tendo em vista a quantidade de reajustes em impostos, contas de água e energia, inflação crescente e salário sem acompanhar todos esses revezes. Para quem recebe, por exemplo, até R$ 4 mil, o dinheiro simplesmente desaparece ao fim do mês se não houver equilíbrio na hora de estabelecer o que será destinado a contas fixas e variáveis.

A estimativa de manter as contas fixas limitadas a consumir entre 30% e 40% da receita mensal não é simplesmente aleatória. A sugestão é da professora da IBE-FGV, especialista em contabilidade geral e gestão financeira, Eliza Lippe. Desta forma, sobra espaço no orçamento para lidar com as despesas variáveis e ainda economizar um pouco a cada mês. Se estabelecer este equilíbrio está complicado neste momento, a especialista dá algumas dicas de atitudes que podem ser tomadas para reduzir os gastos.

Você também pode gostar:
4 dicas para organizar o orçamento trabalhando como autônoma
3 tipos de gastos para cortar do orçamento
Principal desafio financeiro das mulheres é fazer sobrar dinheiro ao final do mês

Lazer

Os cortes com despesas de lazer são os primeiros da lista quando estamos em período de orçamento apertado. Isso não significa que você tenha que abrir mão dos seus momentos de lazer, mas o ideal é optar por alternativas mais baratas. “Se tiver filhos, evite passeios muito caros ou idas constantes a restaurantes”, comenta. Levar crianças constantemente a passeios em shoppings, por exemplo, é uma forma de estimular o consumismo. Troque algumas idas à restaurantes por refeições em casa e opte por passeios em parques, exposições infantis ou apresentações teatrais gratuitas para os pequenos.

Gastos domésticos

Nos hábitos do cotidiano também é possível fazer mudanças. As vezes não percebemos, mas os pequenos desperdícios do dia a dia pesam no orçamento. Lavar e passar roupa somente uma vez por semana é uma forma e economizar água e energia elétrica. Tomar banhos mais curtos, sempre lembrar de apagar as luzes dos cômodos da casa e, nos casos de quem tem o costume de almoçar em casa ou fazer comida para levar, cozinhar de uma só vez e ir esquentando o alimento ao longo da semana. Além de deixar tudo adiantado, você evita o gasto constante com o gás, orienta a especialista.

economizar-orcamento

Compras

Visitar um shopping cheio de lojas em liquidação com um cartão de crédito em mãos pode ser uma bomba se você tiver em mente exatamente o que precisa. “O cartão é uma facilidade na vida de todo mundo, mas é preciso ser bem usado. Os bancos sempre vão te dar um limite alto, mas aquele dinheiro é irreal, não é seu. Contar com ele como se fosse algo seu, sempre vai causar tropeços”, comenta. Sendo assim, a lógica é a mesma para as compras em supermercado. Se você está precisando de um casaco, uma meia e um gorro, mantenha somente estes três itens em sua lista e tenha em mente o quanto você pode gastar com cada um deles. Se passar da meta, pesquise mais, busque preços melhores e não caia na conversa do vendedor de levar essa ou aquela peça para combinar com sua roupa nova.

“Sempre faça uma avaliação se você realmente precisa desta compra neste momento. Se for um produto que pode esperar um pouco mais, deixe para compra-lo em uma fase que você estiver com o orçamento mais tranquilo”,acrescenta.

Analisando as despesas

Se as suas contas fixas estão distantes de se encaixarem neste ideal de ocuparem de 30% a 40% do seu orçamento,  a orientação da especialista é comparar as planilhas – de gastos fixos e variáveis – para saber mês a mês em quais pontos o seu dinheiro está saindo com mais facilidade e onde você precisa fazer cortes. “Se o seu aluguel está consumindo muito a sua renda, é hora de avaliar um outro imóvel com aluguel mais barato. Usar mais o transporte público também é um meio de diminuir os gastos com combustível. Quanto à saída do dinheiro, procure identificar primeiro como você pode reduzir os gastos nas despesas variáveis”, finaliza.

Sabemos que não estamos falando de um desafio fácil de cumprir, mas encontrar brechas para reduzir seus gastos é a chave para manter o orçamento sob controle em tempos de crise.

 

Crédito das fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close