Dicas para economizar com a chegada do bebê

Dicas para economizar com a chegada do bebê

*Luciana Cattony

Na hora de comprar itens para o bebê, bom senso e planejamento são fundamentais  para fugir das tentações dos produtos fofíssimos e “indispensáveis” que esse universo oferece. Listamos os custos que vêm com a chegada do bebê e algumas dicas para você economizar e evitar compras desnecessárias.

Em termos de economia em relação ao enxoval, o chá de bebê costuma ser uma ótima pedida. Pesquise e liste tudo que vai precisar e se planeje para as novas despesas que vão surgir: não dá pra esquecer que elas serão um compromisso. Mas relaxe, vamos ajudar você a entender um pouco mais sobre esses os novos gastos que estão por vir.

Você também pode gostar:
10 passos para viver a maternidade sem culpa
Como controlar os pedidos das crianças em tempos de crise
Mãe de primeira viagem: os 6 principais gastos no primeiro ano do bebê

Fraldas

Fraldas são um gasto constante, considerando que se prolonga até durante os três primeiros anos do bebê. Portanto, pesquise os preços sempre. É comum acreditarmos que os pacotes maiores oferecem maior economia, mas isso não é uma regra. O melhor a fazer é calcular o preço unitário; só assim você terá certeza se vale a pena adquirir os maiores pacotes.

Se estiver pensando em pedir fraldas no chá de bebê, o ideal é pedir nos tamanhos M e G, que serão as mais usadas. Lembre-se também que o bebê cresce e que pode não se adaptar a alguns modelos ou marcas. Por isso, vale consultar os familiares e amigos em relação às marcas recomendadas. Calculamos uma média de fraldas que as crianças utilizam por dia para você ter uma ideia da quantidade necessária:

– Até 2 meses de vida: de 8 a 10 fraldas por dia;

– de 3 a 6 meses de vida: de 6 a 8 fraldas por dia;

– de 6 meses a 1 ano: 6 fraldas por dia;

– de 1 a 2 anos: 4 a 6 fraldas por dia.

Com uma média de 6 fraldas por dia durante 2 anos, você precisará de nada mais, nada menos do que 4.380 fraldas. Já imaginou?

Devido às preocupações ambientais e econômicas, muitas famílias estão recorrendo às fraldas de pano mais modernas, que são fechadas com velcro ou botão e possuem uma faixa absorvente de tecido mais grosso. Esses modelos, além de serem considerados “amigos do meio ambiente”, são bem mais econômicos, já que não há necessidade de investir em grandes quantidades. A desvantagem está na lavagem, que precisa ser feita com sabonete especial para evitar possíveis alergias e irritações na pele dos bebês. Se quiser conhecer um pouco mais sobre essas fraldas, clique aqui.

Equipamentos para o bebê

Para economizar nesse quesito, o ideal é que além da pesquisa de preço, você consiga testar alguns produtos, como o carrinho de bebê. É interessante saber manusear os itens de segurança e se certificar de que o carrinho caberá no carro da família, por exemplo. Alguns carrinhos são muito pesados e prejudicam a rotina da família. Lembre-se de que você terá muitas “tralhas” para carregar ao sair com o bebê; garanta que o carrinho seja realmente seu ajudante nessa tarefa.

Para economizar na compra dos móveis, opte por tons mais neutros para que sejam aproveitados por mais tempo. Deixe as cores para os acessórios e enfeites. Você pode optar por um mobiliário multifuncional, como os berços que se transformam em pequenas camas.

Certifique-se de que todos os móveis caberão dentro do quarto. Isso parece óbvio, mas é bem comum adquirirmos itens por impulso e acreditarmos que tudo vai ficar perfeito no espaço. Faça um desenho do quarto com as medidas e vá às compras com essas informações em mãos.

Caso você deseje ter outros filhos futuramente, opte por itens que sirvam tanto para meninas quanto para os meninos. Isso vale para tudo: cadeirinha de alimentação, carrinho, mobiliário etc. Assim você poderá aproveitar o que adquiriu para o irmão mais velho quando tiver outros filhos.

Lembre-se também que você precisará comprar alguns itens de proteção para sua casa, como telas ou redes nas janelas, travas de gaveta e protetores de tomada. Dependendo do período do ano que o bebê for nascer, talvez seja preciso utilizar bastante o ar condicionado. Essas são algumas despesas que, quando não planejadas, podem sair mais caras do que se imagina.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Fórmula de leite em pó

Se o seu bebê não se alimentar do leito materno, você terá um custo elevado com as fórmulas. Para amenizar este custo, vale comprar embalagens maiores, uma vez que  bebê estiver adaptado à marca que você escolher. De um modo geral, o custo benefício é melhor. Fique de olho e faça as contas! Lembre-se que é possível conseguir leite em pó em diversos locais: farmácias, lojas de produtos infantis, supermercados, online e outros.

Fique atenta em relação ao prazo de validade do produto: não vai adiantar levar uma embalagem grande se a data de validade estiver próxima.

gastos_chegada_bebe

Brinquedos

As crianças não se importam com os preços dos brinquedos; isso é coisa de adulto. Brinquedos não precisam ser caros, e sim estimulantes. Ao invés de comprar aquele brinquedo caríssimo, que tal comprar um painel sensorial para estimular os sentidos e descobertas dos pequenos?

painel_sensorial_sescPaineis sensoriais para crianças/Sesc Sorocaba

Lembre-se de que as crianças começam a brincar depois de um certo tempo e se satisfazem com brinquedos simples: caixas de papelão e outros objetos como potes, controle remotos que não funcionam mais, garrafinhas com água e glíter costumam fazer sucesso entre os pequenos. Antes de gastar uma fortuna com a brincadeira das crianças, reflita se realmente vale a pena: elas costumam enjoar logo dos brinquedos.

Leia também: DIY: 9 brinquedos super divertidos e baratos para as suas crianças

Plano de Saúde e Farmácia

Lembre-se que nem todos os exames do pré-natal costumam entrar na cobertura do plano de saúde. Algumas famílias recorrem a serviços como coleta de sangue do cordão umbilical, ultrassom 4D, exame de audição ou teste de tipagem sanguinea do bebê que podem não estar incluídos no seu plano. Vale dar uma checada para não ser surpreendida durante a gestação.

Fique de olho nos preços dos produtos de higiene como creme de assaduras, cotonetes, algodão, lencinho umedecido, shampoo e sabonete líquido neutro. Faça pesquisas de preços recorrentes e se informe das promoções de sua cidade também com as amigas ou nos grupos de mães do Facebook e WhatsApp. Esses grupos são sempre uma ótima pedida. Mães costumam compartilhar informações e, na maioria das vezes, são muito solidárias.

Continue a ler a matéria na próxima página!

Roupinhas

Na hora de comprar as roupinhas, tenha em mente a estação do ano em que o bebê vai nascer para escolher os itens adequados ao clima de sua cidade. Lembre-se também que eles crescem muito rápido e usam pouco as roupas. Então, não caia na tentação de comprar demais! As roupinhas de bebês são fofíssimas e se você não se planejar, pode acabar gastando além da conta.

Para economizar, você pode recorrer aos brechós – lojas físicas, online e também os brechós do WhatsApp que costumam vender peças usadas em ótimo estado. Aceitar roupinhas de parentes, além de ajudar na economia, costuma ser uma demonstração de muito carinho entre as mães.

Não se preocupe em comprar tudo de uma vez. Você pode ir comprando as roupinhas à medida que o bebê vai crescendo; não há necessidade de estar com todo o enxoval do primeiro ano pronto assim que o bebê nasce. Lembre-se que as peças usadas diariamente pelo bebê são roupinhas simples e confortáveis. Nos primeiros meses os sapatos quase não serão usados. Caso tenha disponibilidade, uma dica é lavar as roupinhas à mão; assim a durabilidade das peças aumenta e você ainda economiza com sabão e energia elétrica.

Para não exagerar nas compras, o ideal é fazer uma lista das quantidades de roupinhas e acessórios que serão utilizados em cada período da vida do bebê. Para ajudar, preparamos uma estimativa de itens e quantidades que seu pequeno vai precisar nos primeiros meses de vida. É claro que tudo vai depender da estação do ano e região em que o bebê for nascer. Em todo caso, essa lista pode ser um ponto de partida:

Item / quantidade

• Body de manga curta: 06 tamanho RN / 06 tamanho P;

• body de manga comprida: 04 tamanho RN / 04 tamanho P.

*Se o bebê nascer no verão e em cidades quentes, considere o Body manga regata,

que é bem fresquinho.

• Camisetas: 04 tamanho P;

• casaquinhos: 02 tamanho RN / 02 tamanho P;

• calça “culote” ou “mijão” – com ou sem pé: 06 tamanho RN / 06 tamanho P;

• macacão inteiro com mangas compridas: 04 tamanho RN / 06 tamanho P;

• macaquinho ou jardineira curta para banho de sol: 04 tamanho P;

• conjunto de calça/bermuda com camiseta ou vestidos: 04 tamanho P;

• pares de meias: 06;

• par de luvas: 01;

• babador: 04;

• touca: 01;

• chapéu para sol: 02;

• manta de algodão: 02;

• toalha de banho com capuz: 03;

• lençol de baixo com elástico para o berço: 03;

• fralda de pano para uso variado: 05;

• paninhos de boca: pelo menos 06.

É claro que os gastos citados são apenas estimativas do início das despesas que um filho gera; muitas situações não são possíveis de prever. Por isso é indicado que você comece a fazer uma reserva financeira assim que decidir ter um filho. Esse dinheiro poderá ser usado em uma emergência ou até mesmo no futuro da criança. Vale também colocar em uma planilha todos os gastos da família e avaliar o que pode ser reduzido, cortado ou substituído com a chegada do bebê. Conversar com familiares e amigos que têm filhos sobre as despesas também pode ajudar bastante. E lembre-se: você pode economizar em tudo, menos no amor!

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Luciana Cattony

Luciana Cattony

Real Maternidade

close