Ela escalou o Everest com planejamento financeiro

Ela escalou o Everest com planejamento financeiro

Ser flexível e tenaz, se comunicar bem, ouvir opiniões, reavaliar situações e exercitar o olhar por outras óticas. Parece que estamos falando sobre características desejáveis em uma entrevista de emprego, certo? Também. Pois foram elas que a coach Thais Pegoraro encontrou no caminho de cada montanha que escalou. Aos 37 anos, ela realizou há pouco um sonho: escalou os Sete Cumes – as montanhas mais altas de cada continente –, incluindo o Everest, o monte mais alto do mundo. Thais tem muito a ensinar sobre como realizar sonhos pode te fazer uma pessoa mais feliz e uma melhor profissional – e como isso é possível com planejamento financeiro e disciplina.

Desde pequena, a coach tinha o sonho de escalar o Everest – que, infelizmente, foi deixado naquela gaveta da vida adulta. Contudo, uma situação que inicialmente pareceu desesperadora foi o pontapé que Thais precisava. “Fui demitida de uma grande multinacional, onde eu era headhunter de executivos. Então, tinha uma decisão a tomar: voltar ao mercado ou viver esse sonho”, conta. Ela escolheu os dois. Em vez de distribuir currículos, cravou o mês de janeiro de 2014 como aquele em que abriria sua própria empresa de coaching para carreira e negócios e, ao mesmo tempo, começaria a se preparar para encarar os cumes.

Planejamento para realizar sonhos

Thais sempre foi uma boa poupadora. “Comecei a juntar meu primeiro real aos 16 anos, pois meus pais sempre me incentivaram”, conta. Porém, nem mesmo os 20 anos acumulando dinheiro foram suficientes para cobrir o orçamento necessário para o projeto Sete Cumes: R$ 1,5 milhão – que ela não tinha. “Direcionei minha reserva financeira para as primeiras expedições e depois corri atrás de patrocínio para as demais”, relata. Contudo, 2014 foi um ano complicado para a economia e conseguir esse dinheiro de terceiros se tornou inviável. Então, em vez de pedir patrocínio, Thais começou a pedir trabalho. “Não foi um ano sabático. Continuei trabalhando até conseguir o que precisava, me pondo à prova e sendo disciplinada”, frisa.

Leitura complementar

Planilha dos Sonhos

Planilha dos Sonhos

Ver mais

Apesar do esforço, o R$ 1,5 milhão necessário para bancar os equipamentos, logística e o treinamento requerido ainda estava distante. Por isso, a coach elaborou um planejamento financeiro minucioso, que levou em consideração até a logística das expedições. Pesquisou equipamentos que poderiam ser usados em mais de uma aventura e até fez duas expedições seguidas, assim, gastaria menos com passagens de avião e ficaria menos tempo fora do Brasil para não prejudicar sua agenda profissional. Tanta organização valeu a pena. “Com essas manobras, consegui cumprir o projeto com um terço do orçamento necessário”, comemora.

thais-pegoraro-planejamento-financeiro-carstenz

Thais Pegoraro no cume da Pirâmide Carstenz, em Papua, seu último destino

De Thais Escaladora para Thais Empreendedora

Todo o desgaste físico e psicológico causado pelas até nove horas diárias de escalada – sem contar os meses de treinamento excepcional que a aventura requereu, incluindo carregar pneus de caminhão – fez a coach perceber como os limites humanos são mais flexíveis do que imaginamos. Quando foi demitida, sua primeira missão era superar o baque emocional e direcionar sua energia para seguir o projeto. Por outro lado, a força empregada para realizar algo tão ousado deu um dos maiores insights que ela poderia ter como coach de executivos e empresas. “Essas pessoas entendem que eu vivo na prática aquilo que eu quero que elas acreditem. Elas podem qualquer coisa, qualquer sonho pode ser alcançado”, pontua.

É uma questão de redimensionar os obstáculos e entender que todo problema apresenta duas saídas: você pode fracassar ou se reinventar. São esses os ensinamentos que ela traz em suas palestras e aconselhamentos. “Enxergando alternativas, você se abre a um mundo de novas possibilidades de desenvolvimento pessoal e, consequentemente, identifica oportunidades dentro de sua profissão e mercado que talvez nunca tenham sido exploradas”, orienta.

thais-pegoraro-planejamento-financeiro-everest

Thais Pegoraro dá palestra no TEDx São Paulo

O principal objetivo era conquistar o Everest, mas Thais conseguiu muito mais. Ela concluiu o projeto em julho de 2016, em apenas um ano e nove dias, o que lhe garantiu o recorde brasileiro de menor tempo para escalar os Sete Cumes. “A experiência foi chocante e desafiadora, mas tudo isso me deu bagagem de vivência. Tem muito mais a ver com todos os aprendizados do caminho”, entrega.

Se você tem uma meta que até parece loucura, a empreendedora tem um conselho: antes de mais nada, permita-se sonhar. “A gente acaba não atribuindo a importância que ter um sonho merece”, lamenta. Então, defina claramente onde você se encontra neste momento e onde o objetivo está. Fatie-o em etapas menores, assim como ela escalou vários montes antes de chegar ao Everest, e aja com consistência em direção a ele – sem essa de trabalhar em um dia e, no outro, não. “Tem que ser incansável. De pouquinho em pouquinho, podemos chegar onde queremos”, finaliza.

Fotos: Arquivo Pessoal

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close