Empreendendo em casal: como não desgastar a relação

Empreendendo em casal: como não desgastar a relação

Vocês sonharam uma família juntos e, agora, decidiram expandir a parceria para o plano profissional e empreenderem em casal. Tudo isso soa muito bonito, mas não é raro encontrar casais com a relação desgastada graças aos problemas que surgem durante a gestão da empresa. Então, as brigas viram rotina, o que pode ser desastroso.

Uma das principais causas, por incrível que pareça, é o excesso de tempo que vocês passam juntos: depois um dia inteiro convivendo e trabalhando juntos, ainda chegarão em casa e novamente ficarão juntos. “Ou seja, sobra pouco tempo para cada um viver a sua individualidade, fazer coisas diferentes e ficar longe um do outro”, conta a coach de relacionamentos Cátia Damasceno. Por isso, reunimos dicas preciosas para vocês prosperarem juntos e terem um relacionamento cada vez mais forte, confira!

Por que sociedades em casal podem ser um bom negócio

Em sociedades tradicionais, é comum que os sócios entrem em conflito sobre os objetivos do empreendimento – afinal, cada um lutará pelos seus próprios sonhos. “Um negócio obtém engajamento quando se conecta o propósito e os valores da empresa ao de cada membro de sua equipe. Um casal já faz esse exercício em sua relação pessoal e, por isso, está um passo à frente em relação aos outros tipos de sociedade”, comenta a mentora de negócios Thaizi Morani.

Como ter uma sociedade em casal sem abalar o relacionamento

1. Defina papéis

Assim como em casa vocês dividem as tarefas domésticas, também devem estabelecer muito bem as funções de cada um dentro da empresa. Essa organização deve existir a partir do momento que vocês decidirem que serão sócios. “Sem essa definição, não é possível dividir tarefas e responsabilidades, então um fica culpando o outro caso algo dê errado, já que não havia sido estabelecido quem cuidaria daquilo”, alerta Sandra Fiorentini, consultora jurídica do Sebrae-SP. Este problema é especialmente comum em micro e pequenas empresas. Por isso, na hora de fazer o plano de negócios, aproveitem e elaborem um organograma determinando quem é responsável por cada área.

2. Comunique-se

Essa regra de ouro não vale só para o relacionamento, mas também para o empreendimento. Quando isso não acontece, por exemplo, vocês podem delegar tarefas diferentes – e, muitas vezes, completamente opostas – para o mesmo funcionário, alegando que seu pedido é mais importante. Isso é ainda mais grave quando vocês já têm os papéis bem definidos, mas mesmo assim, insistem em quebrar essa regra. Reúnam-se pelo menos uma vez por semana, dentro da empresa ou em outro lugar, para analisarem tudo que aconteceu neste período e fazer o planejamento necessário para continuar evoluindo. “Além disso, é preciso que sejam francos sobre atitudes que um não gosta no outro e que podem influenciar no dia a dia do trabalho”, aconselha Cátia.

casal-empreender-juntos-desgastar-relacionamento

3. Não leve os problemas do trabalho para casa (e vice-versa)

Ok, sabemos como isso pode ser difícil, mas essa separação das esferas profissional e pessoal é um exercício diário. Procure esgotar os assuntos da empresa dentro do ambiente corporativo. Se não for possível, saiba que vocês dois precisarão de muita maturidade para lidar com essas questões dentro de casa e não podem jamais deixar que isso tome 100% do convívio familiar. Do contrário, além de minar o relacionamento, vocês também prejudicarão a evolução do empreendimento. “Quando ficamos rondando o problema, sem descanso mental, não conseguimos ver soluções. Então, pause, vá dormir e retome o assunto no dia seguinte”, ensina Sandra.

4. Separe as finanças da família e da empresa

Um dos erros mais comuns entre micro e pequenos empreendedores é a chamada confusão patrimonial, quando se mistura os recursos financeiros da pessoa física com os da pessoa jurídica. Isso é especialmente mais perigoso quando estamos nessa jornada com o parceiro, afinal, vocês investiram recursos do próprio lar para apostar nesse sonho. “Recompor o patrimônio familiar não acontece do dia para a noite, então, é preciso traçar uma estratégia, estimando um prazo de retorno e fazendo um bom planejamento para chegar lá”, mostra a especialista do Sebrae-SP. Do contrário, vocês podem quebrar não apenas a empresa mas, também, a família.

5. Fuja da rotina

Passar tanto tempo juntos pode ser sufocante. Por isso, vocês dois precisam – e merecem – um respiro. “Qualquer relacionamento precisa de novidade para se manter saudável, principalmente quando se trabalha junto e não se tem espaço nem para sentir saudade”, afirma a psicanalista Cristiane M. Maluf Martin, especialista em terapia de casais. Ela recomenda que se inclua na agenda semanal pelo menos uma atividade para fazer sozinha, como sair com as amigas ou visitar familiares. “Fazer programas com mais casais também é uma ótima dica”, completa.

Quando o dano já está feito

Quando o relacionamento já está desgastado, pode ser complicado reverter a situação. Isso porque, para ter chegado a este ponto, é provável que tenha faltado maturidade para separar o lado pessoal do profissional. Portanto, o melhor a se fazer é sentar, conversar e estabelecer novamente um acordo entre vocês dois. “Determinem que assuntos de trabalho serão discutidos no trabalho e de casa serão discutidos em casa. Tentem não misturar as coisas e deem mais uma chance ao relacionamento e à sociedade”, ensina Cristiane.

Apesar disso, dificuldades maiores pedem que o casal repense sua situação, seja da empresa ou do relacionamento. “Se necessário, busquem ajuda, mas se não encontrarem uma solução, a dissolução da sociedade pode ser um caminho maduro e que mantém a saúde do casal e do negócio”, conclui Thaizi.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close