Entenda como funcionam as LCAs

Entenda como funcionam as LCAs

Quando você busca entender mais profundamente os tipos de investimentos disponíveis no mercado dá uma certa impressão de que está mexendo em uma verdadeira sopa de letrinhas, não é mesmo? Afinal, são muitas as siglas e as particularidades de cada tipo de investimento. E hoje nós vamos falar sobre um tipo de investimento ainda desconhecido para muitas investidoras: as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA).

O investimento consiste em títulos emitidos por instituições financeiras para financiar o setor do agronegócio. Em outras palavras, o banco usa o dinheiro da investidora para emprestar a produtores rurais, como forma de fomentar a atividade no país.

É considerado um investimento de renda fixa, sendo que a investidora pode escolher se quer sua rentabilidade pré ou pós fixada. No primeiro caso, ela já fica sabendo de antemão o quanto vai receber de juros pela aplicação. Na segunda hipótese, a remuneração vai variar de acordo com o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que costuma acompanhar a taxa básica de juros. Ou seja, nesses casos, quanto mais alta a taxa Selic, melhor a remuneração da investidora.

veja como investir em LCAs

Vantagens

A primeira grande vantagem deste tipo de investimento é que ele é isento de Imposto de Renda para pessoa física. Além disso, para as letras emitidas a partir de 23 de maio de 2013 o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) cobre até R$ 250 mil por investidor. Sendo assim, em caso de quebra do banco, a investidora tem a garantia de receber até R$ 250 mil de volta.

Outro fator interessante é que o investimento é lastreado em garantias dos produtores, como sacas de café, soja, gado, maquinário agrícola, entre outros. Neste tipo de aplicação, o risco maior acaba sendo do banco, pois em caso de inadimplência, os bens são penhorados à investidora final. Ou seja, se você não estiver sendo remunerada em dia, pode solicitar ao juiz a integração da sua posse.

A remuneração paga por este tipo de aplicação vai variar de acordo com cada banco. Os valores podem oscilar entre 85% e 100% do CDI. É importante lembrar que essas taxas de remuneração também oscilam de acordo com o quanto a investidora estiver disposta aplicar e o tempo que pretende manter o dinheiro investido. Obviamente as taxas são mais interessantes para aportes maiores e investimentos a longo prazo.

Desvantagens

O grande revés, neste caso, é que este tipo de aplicação depende de valores mais robustos. Em bancos de menor porte, é possível encontrar LCAs a partir de R$ 10 mil. Em instituições maiores esse investimento começa em torno de R$ 30 mil. Além disso, conforme mencionamos acima, os retornos ficam melhores à medida que o dinheiro investido aumenta.

Um outro contraponto deste tipo de investimento é que ele não tem a mesma liquidez que ativos como o CDB, a poupança ou os títulos do Tesouro Direto, em que a liquidez é quase diária. No caso das LCAs, é firmado um prazo mínimo para manter o dinheiro aplicado. Portanto, não é aconselhável que você aplique o dinheiro que seria usado para situações emergenciais, já que ficaria impossibilitada de sacar a aplicação de imediato.

 

E você, já investiu em LCA? Compartilhe conosco a sua experiência!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close