Estratégia fashion para não gastar demais nas liquidações – parte 2

Estratégia fashion para não gastar demais nas liquidações – parte 2

*Vanessa Duarte

Em Janeiro foi publicada a primeira edição desse post que ensinava os principais passos ou estratégias para não ser engolida pelas tentadoras liquidações. Para quem não viu o anterior, veja o post completo aqui.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre como economizar diante de tantas ofertas, além de focar um pouco nas compras de frio.

Se você tem a sensação de que seu armário de frio é vazio, provavelmente está certa, uma vez que comparando com as peças leves de verão, os preços de casacos e botas para o inverno são relativamente mais caros. Isso ocorre devido aos materiais usados na produção dessas peças, para uma calça, por exemplo, o couro é mais caro que um tecido sintético ou natural como o algodão. Neste caso a atenção na escolha da peça deve ser maior ainda, para ter um guarda-roupa de frio versátil exige alguns cuidados.

Mas o que fazer então para não ser uma fashionista no verão, a “dama de preto” no inverno e ainda conseguir economizar? Vamos as dicas preciosas a seguir:

. Saiba o que já tem e não compre repetido:o preto é a cor predominante no inverno e com ele vem a elegância e também a monotonia dos looks. Provavelmente 80% dos seus casacos, suetérs, blazer de inverno são pretos, correto? Pois bem, ainda temos dificuldade em colocar cor, mas o grande problema da “síndrome de armário vazio” é repetir não somente a cor, mas também modelagens e manter sempre as mesmas combinações.

.Visite o seu armário: Portanto, ao pensar em sair para comprar um casaco nas liquidações que já começaram, visite o seu guarda-roupa, reveja o que já tem e não confie na memória, quando se trata de compras a mulher inventa detalhes para consumir mais do mesmo.

. Eleja cores e modelos: agora que já sabe o que falta, eleja possíveis modelos e cores que encaixariam no seu estilo, combinação entre peças que já tem e necessidade no momento. Ex: não adianta comprar outra jaqueta de couro, se já tem várias e ainda não possui um casaco de tweed ou mesmo um trendcoat, clássicos e que vão possibilitar inúmeras produções diferentes.

. Faça uma lista e siga: sim, escrever mesmo uma lista de peças descrevendo cores, estampas, modelagens e até marcas, assim como fazemos a lista de produtos antes de ir ao supermercado. E o mais importante, seguir a lista! Só compre o que está listado, afinal se não está ali não é a sua prioridade. Pode ter certeza que vai economizar muito só com esse passo.

. Pesquise referências: guarde fotos de aplicativos, redes sociais, revistas e o que mais gostar sem muita obrigação de dispensar um tempo para isso. Quando for realizar as suas compras e estiver confeccionando a sua lista consulte essa “pasta” de referências. Provavelmente vai encontrar peças bem diferentes do que usa e que serão importantes para produzir um estilo versátil e criativo.

economize na coleção de inverno

. Padrão de compra: geralmente temos um padrão de compra, ou seja, nosso olhar está viciado nas modelagens, estampas ou qualquer outra característica que gostamos muito, o que muitas vezes nos impede de enxergar coisas novas no momento da compra. Para que isso não aconteça reserve um tempo, esteja confortável e descansada e vá ás compras com foco, mas aberta para olhar tudo e experimentar coisas novas, que nunca pensou usar antes. Pode ter certeza que encontrará vários achados.

Se ainda assim o orçamento estiver curto, mas não quer passar esse final de temporada de frio no pretinho básico trabalhe a mistura de cores, faça combinações inusitadas e menos comuns. Abuse dos lenços, echarpes, pashminas, gorros, chapéus, turbantes, cintos coloridos e tudo mais que possa ser adicionado ao look de frio, trazendo cor e personalidade, sem contar que esses acessórios são inumeramente mais baratos do que peças de roupas e sapatos de frio.

Tudo anotado? Agora é hora da compra consciente. Saia com uma lista bem estruturada, prevendo o que, onde e como deseja gastar. Procure bastante e com calma, se não achar, não compre, espere e invista só quando tiver certeza e acima de tudo segure a emoção de ver tantas etiquetas vermelhas, elas podem deixar a sua conta desfalcada e o armário lotado de coisas que você não vai usar.

E lembre-se: estilo constrói-se aos poucos, ao longo dos anos e é um processo contínuo, não queira todas as tendências, elas mudam, assim como suas preferências.

Ficou alguma dúvida ou sugestão de tema? Mande um e-mail para vanessa@vissconsultoria.com ou deixe um comentário aqui.

 

Beijo grande!

 

*Vanessa Duarte é consultora de estilo e imagem, figurinista, colunista de moda do programa Tribuna Independente da Rede Vida TV  e personal stylist da VISS Consultoria de Estilo e Imagem| www.vissconsultoria.com

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Vanessa Duarte

Vanessa Duarte

Moda e Estilo

close