Festa de fim de ano: 10 situações que ninguém aguenta mais na confraternização da firma

Festa de fim de ano: 10 situações que ninguém aguenta mais na confraternização da firma

As festas de fim de ano da empresa têm suas dores e delícias. Para algumas pessoas, a confraternização da firma é um momento de alegria, enquanto, para outras, a angústia é real. Talvez o motivo para tanto sofrimento sejam as situações que ilustraremos a seguir – sim, aquelas em que a vergonha alheia é tão grande que ninguém mais aguenta ver. Confira a seguir.

1) A festa de confraternização em si

Apesar de ninguém dizer em voz alta, sim, é de bom tom que você vá – mesmo que seja só para ficar até o discurso do presidente da empresa. Comparecer mostra que você “veste a camisa”, o que é especialmente importante em uma época de tanta instabilidade de emprego quanto a que vivemos.

2) A saga para escolher a roupa

Essa tarefa pode ser complicada, pois depende do tipo de evento, cultura da empresa e, claro, da sua personalidade. Sempre tem aquela vozinha lá no fundo que a faz questionar se a roupa escolhida não é muito ousada ou até mesmo “arrumada” demais. Felizmente, algumas empresas informam o dresscode com antecedência, que pode ser mais formal ou até mesmo uma festa temática, por exemplo, todos vestindo branco. Independentemente dessas informações, é preciso ter em mente qual é o horário e a situação.

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

3) Ter que conversar com todos (até quem você não gosta)

Nem todas têm ótimas habilidades sociais – e tudo bem, afinal, é um traço de personalidade. Porém, essas festas demandam certo esforço em interagir com os colegas de trabalho, seja para fazer network ou simplesmente não passar uma imagem antipática. Isso nos leva ao próximo tópico.

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

4) A falsidade de “certas pessoas”

Já que todos são, de certa forma, obrigados a interagir, como saber que aquela pessoa que está conversando com você está, de fato, interessada no papo? Sem falar nas pessoas que você não vai com a cara – ou vice-versa –, mas que acabará conversando por força maior. Coragem!

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

5) Os vexames causados pelo álcool

Geralmente, as bebidas alcoólicas serão servidas à vontade, o que é um convite à perda de controle, incluindo dançar até o chão ou em cima das mesas, comer demais e dar em cima de todo mundo. Sua primeira missão é pegar leve. A segunda é tentar não rir de quem não seguir o primeiro mandamento. Isso pode não apenas custar a reputação do beberrão, mas, dependendo do caso, até uma demissão.

6) As piadas sem graça alguma

Sóbria ou sob efeito do álcool, elas sempre aparecem. Pior ainda se o comediante for seu chefe. Lembre-se: você precisa interagir e ser gentil com todos para não queimar seu filme, então, todo e qualquer chega-para-lá deve ser dado com sutileza. Boa sorte!

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

7) A pegação

Outro efeito colateral das bebidas pode ser aquela interação bem pessoal – até demais. Nem todas as empresas permitem relacionamentos entre funcionários e, mesmo que a sua permita, é preciso deixar os momentos de intimidade para outro ambiente.

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

8) Os bajuladores

Tem gente que leva a dica de reforçar o network longe demais e acaba forçando intimidade com os gestores, mesmo que eles não tenham dado abertura alguma. E poucas coisas são tão irritantes quanto um puxa-saco, seja na empresa ou na festa.

9) O amigo secreto

A brincadeira está longe de ser unanimidade. Gostando ou não, você deve se esforçar para participar e agradar seu amigo oculto – afinal, não participar pode ser visto com maus olhos por seus colegas e superiores. Veja algumas dicas aqui.

festa-confraternizacao-fim-de-ano-empresa-firma

10) O pós-festa

Pode apostar que a confraternização renderá muitas fotos nas redes sociais e, claro, fofocas. Se quem cometeu a gafe foi você, respire fundo para pedir desculpas e assumir o erro. Porém, se apenas um grupo de amigos próximos a viu vomitando no banheiro por ter bebido demais, se contenha em agradecer o apoio na noite anterior.

Fotos: Fotolia, Tenor e Reprodução/Internet

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close