Ganho mais do que ele. E daí?

Ganho mais do que ele. E daí?

Para começar: parabéns! Isso aqui não é uma competição, mas nada como ser boa no que faz e reconhecida por isso. Então, curta o seu momento!

Ao longo da história, o homem sempre foi considerado o principal provedor da casa e da família, então crescemos todos (e todas) com esta consideração de que o “normal” é que ele ganhe mais do que a gente. Só que com a mulher estudando mais e conquistando altos cargos e salários, essa ideia fica mais do que ultrapassada. A diferença salarial entre meninos e meninas também começa a diminuir. E se você estudou tanto ou mais do que ele e trabalha em um ramo promissor, o normal é que ganhe tanto quanto ou até mais.

Mas como lidar com a situação de ser a principal fonte de renda ou ganhar mais do que ele? Você acha que o ego masculino fica ferido? E aí, como deve agir? Você esconde o quanto ganha? Vá com calma, porque dá para resolver tudo sem brigas e complicações! Para aprender a tirar a situação de letra, faça a seguinte reflexão:

Como você lida com o fato?
Por mais que ele não ligue ou esconda bem que o sofrimento, e você? Como reage? Sente dó dele? Pensa menos do seu companheiro? Já pensou em mudar de emprego para ganhar menos? Se sim, isso é errado! Outro pecado que pode acabar com seu relacionamento é ficar enchendo-o de presentes de consolo e aliviando o lado dele. Pense que a sua renda e a dele formam uma só e que, juntos, vão conseguir realizar todos os sonhos da família.

Então nem pense em se sentir culpada! Ganhar mais é um mérito seu, isso não tem nada a ver com ele. E ele não é uma vítima. Fim de história, garotas! Se ele ganhar mais é normal, o oposto deve seguir o mesmo equilíbrio.

Quando ouve um comentário maldoso de terceiros o que faz?
Não adianta brigar com a família ou com suas amigas por comentários infelizes. Por mais que goste deles, é para a família que está construindo que deve prestar contas. Até mesmo porque só você sabe o que se passa ali e como lidar com todos. O que essas outras pessoas tem a ver? Nada! Então siga em frente sem se estressar. Já ouviu alguém falar: “o que é meu, é nosso”? Então isso deve servir de base para vocês – e isso vale para os dois lados, não importa quem ganhe mais. Quanto mais seguros estiverem com isso, melhor vão lidar com o preconceito alheio. Sempre que bater a insegurança, lembre como o ama e como o seu casamento é importante.

Falar de dinheiro é normal?
Não adianta nada criticar os outros, se dentro de casa você tem a mesma postura. Faça tudo com seu coração aberto e jamais use argumentos como “eu que banco a casa” ou “quando ganhar mais, fale comigo”. Você odiaria ter de ouvir isso dele, então não faça a mesma coisa. Além de magoar muito seu companheiro, acaba com a autoestima dele. Por mais que ele tenha um salário menor, sem ele sua vida não teria sentido, não é mesmo? Se estiver incomodada, amenize a situação e fale mais de dinheiro. Frise que não liga por ele ganhar menos e que os sonhos serão realizados juntos. Marque a importância dele na sua vida e esqueça dos padrões sociais. Eles são ultrapassados!

Fazem o orçamento juntos?
Quando constituímos uma família, alguma parte tem que ficar responsável por tudo. Assim fica mais fácil de não esquecer de pagar contas e vocês entram num consenso na hora de investir. Se não organizarem as finanças juntos, mudem essa situação. Com ele participando e dando opiniões, se sentirá inserido completamente no universo familiar e terá mais confiança. Esteja aberta para ouvir a opinião dele.   

Se vocês ainda não têm uma planilha da família, a hora de começar é agora! Baixe aqui a nossa planilha de controle financeiro e arrase!

Você passa por essa situação? Compartilhe conosco. 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close