Guia para quem vai dividir apartamento

Guia para quem vai dividir apartamento

Malas prontas, saudade da família e o desafio necessário da busca pela independência. Você saiu da casa dos seus pais e é hora de procurar um novo lar! Para quem está começando a estruturar a carreira ou mesmo em busca de um emprego, bancar um aluguel sozinha fica praticamente  inviável. A saída mais prática é dividir uma casa ou apartamento com pessoas que estejam em situações parecidas com a sua!

Viver essa experiência traz um amadurecimento enorme e requer muita responsabilidade. Para quem está prestes a passar por isso pela primeira vez, experimentar a liberdade de não precisar mais obedecer ordens é realmente interessante, mas não esqueça também dos deveres que vão acompanhar toda essa etapa.

Escolha da região onde vai morar

Muita gente acaba saindo de casa quando resolve morar em outra cidade, seja para fazer curso superior ou à trabalho. Escolher um local o mais próximo possível de onde você mora não é só prático, mas como também pode ser mais econômico. Se a região que você procura for muito valorizada, coloque na ponta do lápis. Na hora de dividir as despesas com outros colegas da casa, pode sair mais barato do que morar em um imóvel distante, tendo em vista que no segundo caso você também teria que arcar com o deslocamento.

Por outro lado, se o local onde você pretende estudar ou trabalhar for muito isolado, com pouca oferta de comércio e serviços básicos próximos, o melhor é procurar outra região para morar. A despesa que você terá com o deslocamento diário será compensada por mais qualidade de vida.

guia para escolher apartamento

Perfil dos colegas

Muita gente tem a sorte de dividir um imóvel com pessoas amigas. Morar com alguém que você tem confiança e também liberdade para conversar e resolver problemas de convivência é excelente. Se este não for o seu caso, não fique triste ou desanimada, avalie bem o perfil da pessoa que vai morar com você e siga algumas regras para uma convivência sem atritos.

Antes de mais nada, procure escolher colegas que tenham personalidades e hábitos de vida compatíveis com os seus. Por exemplo, se você detestar o cheiro de fumaça de cigarro, provavelmente iria irritar-se com facilidade se morasse com fumantes. Se é uma pessoa avessa à badalações e vida noturna, terá problemas também se dividir sua moradia com alguém que gosta de uma farra e adora fazer festinhas em casa.

Claro que é impossível viver com pessoas exatamente iguais a você, mas quanto maior a semelhança no estilo de vida, menor a possibilidade de problemas em casa.

Montando a casa nova

Na hora da escolha do local onde vai morar, é bem possível que você encontre opções de lugares já mobiliados e equipados com eletrodomésticos. Com certeza, nestes casos, o valor pago mensalmente vai incluir o uso de tudo, como se fosse uma “taxa de manutenção”.

Se o apartamento não tiver praticamente nada, será preciso dividir a compra do que for preciso com seus colegas. O ideal aqui, para evitar problemas futuros, é cada um comprar uma coisa. Por exemplo, se você compra a geladeira, seu colega compra a máquina de lavar e o outro um fogão. Dessa forma, se acontecer de alguém precisar sair do imóvel, cada um sabe o que poderá levar, sem a necessidade de divisão de valores, caso fosse feita alguma compra compartilhada.

O ideal é que alguns eletrônicos sejam de uso individual, como o computador e a televisão, por exemplo. Afinal, você não quer ter com o colega os mesmos problemas que tinha com seus irmãos, quando um queria ver futebol enquanto o outro queria ver filme!

Divisão de contas e separação de alimentos

Seja sempre muito transparente com os valores das contas mensais, façam reuniões e busquem soluções para melhorar os hábitos em casa quando as contas estiverem ficando muito mais altas do que o esperado. Quanto às compras da casa, o ideal é dividir os valores por igual na hora de adquirir o material de uso comum, como os produtos de limpeza e os itens básicos de alimentação (verduras, carnes, arroz, feijão). O ideal é que as compras extras sejam feitas separadamente, para evitar que todos paguem por produtos mais caros ou que não são do interesse de todos.

E você, já dividiu apartamento com outras pessoas? Conte para nós a sua experiência. 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close