Investir é só para as ricas: mito ou verdade?

Investir é só para as ricas: mito ou verdade?

Depois que começou a acessar o Finanças Femininas, você decidiu mudar de vida e fazer seu dinheiro render? Maravilha e seja bem-vinda ao clube! Mas para começar a investir é preciso saber algumas coisas e entender bem o sentido de tudo. Vamos lá?

Não tenho dinheiro para investir
A primeira dúvida que recebemos de novas leitoras está sempre relacionada a isto. “Com quanto posso começar a investir?”, “Não tenho dinheiro!”, “Investir é só para gente rica” são pensamentos recorrentes. Você se identificou? Então desencana, porque isto é balela! Como você acha que a maioria das pessoas ricas juntou dinheiro? Sabendo cuidar bem dele e investindo. Dá para começar a investir a sua grana com aplicações mensais de R$ 50, por exemplo. Então largue esta ideia e assuma o controle das suas finanças!

Saiba quanto gasta e quanto ganha
Este é o primeiro passo, porque precisa fazer planos e entender a sua renda. Também não adianda nada estar cheia de dívidas e passar a investir. Resolva uma coisa por vez e tenha sucesso! A melhor aliada neste momento é uma planilha para anotar todos os gastos. Marque tudo – desde o cafezinho até o sapato maravilhoso que comprou.

Poupe assim que o salário cair
Um dos principais erros das brasileiras é esperar o salário cair, pagar tudo e até comprar, para depois reservar o que sobrou para investir. Desse jeito, você não vai conseguir uma regularidade – e vai tratar aquele dinheiro como uma “sobra” mesmo, o que facilita e muito um gasto impulsivo e desnecessário. Um jeito fácil para resolver isso é investir uma parte do seu dinheiro assim que seu salário cair. Caiu o salário na conta? Separe a quantia que pretende investir todo mês e já faça a aplicação. Um jeito de manter a disciplina é organizar um investimento automático na sua conta toda vez que entra o salário do mês.

Peça conselhos
Depois de separar e conseguir guardar uma graninha, vem o dilema dois: onde investir? O melhor jeito de fazer a escolha certa é saber o seu perfil de investidora e pedir a ajuda de quem entende sobre assunto, como sua amiga ou o marido. Ler e saber sobre a economia do país também ajuda muito. Sempre que puder, pesquise mais e entenda sobre o mercado financeiro.  

Entenda riscos e vantagens
Um dos maiores erros ao começar a investir é seguir o que todo mundo está fazendo. Nem sempre é um bom negócio imitar a maioria. Antes de fechar o negócio e investir na última aplicação da moda, fique atenta com os retornos já gerados e com a taxa de administração da aplicação – você não vai querer investir em algo caro e que já subiu o que tinha pra subir. Também preste atenção no nível de risco e saiba qual é a liquidez dela. Lembre-se que informação nunca é demais, então leia o contrato inteiro. Inclusive aquelas letrinhas pequenas. Entenda TUDO e só depois tome a sua decisão.

Tem mais dúvidas? Escreva pra gente!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close