Manter muitos cartões em tempos de juros altos é uma cilada

Manter muitos cartões em tempos de juros altos é uma cilada

Você abre a carteira e nem sabe qual cartão de crédito usar? Cuidado, pois ter muitos cartões traz riscos, como o descontrole financeiro.

“A pessoa acaba se endividando mais e usa o saldo de um cartão para pagar a fatura do outro, até as operadoras cortarem o crédito e a pessoa acabar diante de uma dívida muito grande”, afirmou Ezequiel Penteado, professor da IBE-FGV, especialista em Finanças, Contabilidade, Tributação e Gestão de Pessoas.

Ele fez ainda um alerta sobre os juros elevados do cartão de crédito – os maiores praticados no mercado. Em março, os juros médios chegaram a 432,24% ao ano, o maior nível desde outubro de 1995, segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). Quando você não paga o valor total da fatura, são estes os juros que a operadora te cobra.

Se você tem mais de um cartão de crédito e quer se organizar para ter apenas um, tente trocar as dívidas do cartão por dívidas de juros mais baratos, como as de empréstimo consignado ou bancário. “A pessoa troca uma dívida por outra, mas com juros menores e assim pode ter mais flexibilidade e um prazo maior para pagar”, afirmou o professor.

contas-bancarias

De acordo com ele, quando a pessoa é muito controlada e organizada, até pode ter dois cartões, para ter prazos diferentes de pagamento. “Mas é preciso ter um bom controle para não extrapolar (nos gastos)”, disse ele.

Existe uma situação que merece atenção redobrada: quando você tem interesse em fazer um financiamento em um banco diferente do seu, as instituições costumam te pressionar a abrir uma  conta corrente e enviam um novo cartão de crédito. A prática é considerada venda casada e cabe reclamação junto aos órgãos de defesa do consumidor. Não justifica colocar mais um cartão na bolsa por pressão do banco.

Mas o perigo não é só esse. Quem tem o hábito de frequentar lojas de departamento já conhece uma abordagem típica dos vendedores: oferecem descontos e melhores condições de pagamento das peças se você fizer o cartão da loja. A grande cilada é que se você não ficar atenta às datas de vencimento, pode pagar juros absurdos. Além disso, a isca só serve para que você consuma mais do que realmente precisa. Na hora de repor alguma peça em seu armário, o melhor é pagar a vista, justamente para evitar o consumo por impulso.  

Se você está com dívidas, pense bem antes de solicitar novos cartões de crédito. Além de maior risco de endividamento, quem tem mais de um cartão deve levar em conta que pagará mais tarifas e anuidades, o que poderá aumentar a desorganização financeira.

Então, se você for uma pessoa com histórico de descontrole financeiro, o mais recomendado é colocar as contas em dia, fazer um bom planejamento de gastos e ter a menor quantidade possível de cartões de crédito. “Quem tem um bom controle financeiro não costuma ter mais de dois”, concluiu Penteado.

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close