Morar sozinha ou comprar um carro?

Morar sozinha ou comprar um carro?

Muitas de nós passamos por um momento de dúvida quando atingimos a vida adulta: morar sozinha ou comprar um carro? Ambos são sinônimos de liberdade, mas também de muitas despesas. Então, chegou o momento de colocar todos os gastos na ponta do lápis e saber qual é o mais vantajoso para você.

Se sua vontade é ter mais liberdade e independência, talvez tenha chegado o momento de sair da casa dos pais. Porém, se sua relação em casa estiver confortável, comprar um carro e, por ventura, juntar o dinheiro que seria destinado para o aluguel, pode ser uma boa saída. Durante toda essa semana, traremos conteúdos exclusivos para te ajudar nessa nova fase da vida, sem passar (muito) perrengue.

A liberdade compensa os gastos com o carro?

Antes de tudo, é preciso avaliar o seu estilo de vida e o quanto possui de renda. Esses quesitos vão interferir diretamente na sua decisão. Se sua primeira opção é a compra de um carro, saiba quais são os principais gastos: combustível, manutenção, estacionamento e as parcelas, caso seja financiado. Além disso, é importante estar atenta aos valores de venda dos veículos novos e usados, do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) e da inflação. Tudo isso irá pesar no orçamento final.

sair-de-casa

“Em relação ao carro, além do valor investido, a compradora deverá considerar o valor do IPVA, DPVAT e licenciamento – ambos anuais. Atualmente, um veículo no valor de R$ 50 mil, equivalente à um carro comum, gera uma despesa anual de R$ 1.400 de IPVA, R$ 50,00 de DPVAT e R$ 90,00 de licenciamento. Outro ponto importante é considerar que teremos uma quilometragem média mensal de, aproximadamente, 700 km. Isso daria um consumo mensal de combustível/lubrificante de R$ 800,00 em São Paulo”, avalia o professor de Economia da IBE-FGV e sócio-diretor da Economies Soluções, João Mantoan.

Decidi ir morar sozinha! E agora?

Entre as duas opções, você escolheu ter o seu próprio cantinho? Então prepare-se para mais despesas. Falamos sobre a jornada que lhe aguarda ao sair de casa e te demos uma ajuda com uma planilha com tudo o que você precisa calcular. A decisão deverá ser tomada com base na sua real necessidade e desejo.

Leitura complementar

Planilha de gastos para quem mora sozinha

Planilha de gastos para quem mora sozinha

Ver mais

“Se optar por alugar, os gastos irão depender principalmente da localização do imóvel. Uma alternativa nos grandes centro é utilizar os veículos por aplicativo, que podem sair mais em conta do que ter carro, além de serem mais recomendados para as baladas”, aconselha Mantoan.

Se sua maior vontade é dar ‘o grito de liberdade’ e ter seu próprio espaço, morar sozinha é a melhor alternativa. “Claro que morar com os pais reduz os gastos e pode ser uma oportunidade para comprar um veículo. Mas morar sozinha também é um momento de crescimento. Para decidir aquilo que será melhor, é preciso analisar os custos e as oportunidades envolvidas”, conclui Mantoan.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Gabriella Bertoni

Gabriella Bertoni

Repórter, produz matérias para o Finanças Femininas. Apaixonada por livros e por contar histórias, é recém-chegada em São Paulo e ainda está completamente perdida, mas adorando a cidade.
Fale comigo! :) gabriella@financasfemininas.com.br

close