Mulheres que se ajudam no trabalho crescem juntas

Mulheres que se ajudam no trabalho crescem juntas

Em nossa vida profissional, é essencial que tenhamos suporte para nos desenvolver, usar todo o nosso potencial e nos realizar. Há pessoas que marcam nossa trajetória, seja porque nos incentivam, acreditam em nós ou servem de inspiração. As mulheres têm muito a contribuir quando se ajudam profissionalmente. Em vez de se enxergarem como rivais, crescerão muito mais ao se considerarem aliadas.

Baseada neste pensamento, Sheryl Sandberg, COO do Facebook e fundadora da Lean In, lançou hoje a campanha Together Women Can (Juntas, as mulheres podem), que incentiva as mulheres a se apoiarem.

O ambiente de trabalho é propício para que as pessoas se ajudem e atinjam grandes resultados no trabalho em equipe. Auxilie suas colegas e esteja aberta às colaborações delas também – juntas, todas irão mais longe. A campanha dá dicas valiosas de como cooperar mais com as mulheres com quem trabalha, confira:

Ajude-as a serem ouvidas

No ambiente de trabalho, as mulheres geralmente são mais interrompidas e recebem menos crédito por suas ideias. Para mudar isso, expresse-se com confiança em reuniões e encoraje outras a fazerem o mesmo. Se elas forem interrompidas, intervenha e diga que gostaria de ouvi-las concluir o que estavam dizendo. Se perceber que uma mulher está tendo dificuldade para encontrar um momento para começar a falar, diga algo como: “gostaria de ouvir outros pontos de vista” – essa pode ser a deixa para que ela tome a palavra. Você também se beneficiará, pois quando apoia colegas, é vista como líder.

Questione o que achar injusto

Quando as mulheres lideram, estão indo contra as expectativas, e quando falam de maneira mais clara e defendem suas ideias com convicção, podem ser consideradas agressivas ou ambiciosas. Já homens, se fazem o mesmo, são vistos como confiantes e fortes. Se você ouvir uma mulher sendo chamada de mandona ou muito ambiciosa, peça um exemplo específico do que ela fez para ser considerada dessa forma. Além disso, pergunte: “você teria a mesma reação se um homem fizesse o mesmo?”. Incentivar a reflexão ajuda a quebrar preconceitos.

mulheres-ajudam-trabalho

Comemore as conquistas delas

As mulheres geralmente recebem menos crédito por resultados positivos e são culpabilizadas por fracassos. Homens e mulheres também reagem de forma diferente ao reconhecimento. Elas costumam creditar as conquistas a fatores externos, como sorte e ajuda que receberam de outras pessoas. Já eles atribuem o sucesso às próprias qualidades e habilidades, ao mesmo tempo em que tendem a menosprezar conquistas femininas.

Não perca a chance de comemorar o sucesso de outras mulheres e apontar quando são injustamente consideradas culpadas por erros. Quando apresentar uma colega de trabalho a alguém, destaque as conquistas dela – ela se sentirá valorizada e mais confiante.

Encoraje-as

As mulheres tendem a duvidar mais da própria capacidade do que os homens. Como muitas vezes o desempenho de uma mulher é subestimado, precisamos trabalhar ainda mais para provar que somos capazes. Além disso, existe uma probabilidade maior de perdermos oportunidades de promoções e aumentos salariais. Como o ambiente de trabalho pode ser mais difícil para as mulheres, e nós também tendemos a ser mais duras em relação ao nosso desempenho, nossa autoconfiança geralmente diminui. Como resultado, tendemos a nos posicionar menos para promoções ou negociações.

Procure oportunidades para favorecer a confiança de outras mulheres e encorajá-las. Se algum colega disser que uma mulher da equipe não está pronta para um novo projeto ou cargo, converse com a pessoa que está sendo colocada em dúvida. Lembre-a do tanto que já conquistou e ofereça-se para apoiá-la enquanto ela se desenvolve melhor.

Dê feedbacks diretos

As mulheres geralmente recebem menos feedbacks em relação aos homens e as orientações não costumam ajudar da melhor maneira. Os homens geralmente têm recomendações específicas de como aprimorar o desempenho, enquanto as mulheres recebem feedbacks mais vagos. Quando uma mulher não sabe o que precisa fazer, fica mais difícil desenvolver habilidades e crescer.

Fique atenta a ocasiões propícias para dar feedbacks a colegas de trabalho que as ajude a aprender e crescer. Sempre que achar necessário, você também deve pedir feedbacks.

Seja uma mentora

A mentoria contribui muito para o sucesso. Infelizmente, as mulheres costumam perder essas oportunidades com mais frequência do que os homens – um dos fatores que ajuda a explicar porque há menos mulheres em cargos de liderança.

Comprometa-se a ser a mentora de outra mulher. Mesmo que você esteja em início de carreira, não subestime o valor que suas contribuições podem ter. Se tiver mais experiência, dê recomendações e use sua influência para apoiar a mentorada. A mentoria é uma ótima forma para as líderes ajudarem mulheres em início de carreira.

Fotos: shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close