O que devo avaliar antes de fazer uma reforma?

O que devo avaliar antes de fazer uma reforma?

Depois de um certo tempo você olha a seu redor e sente a necessidade de mudar uma série de coisas em casas. O piso já ficou antigo e merece ser trocado, as paredes ficariam melhor em outra cor e o quintal poderia dar espaço a um novo cômodo ou até mesmo uma piscina.

O desejo de fazer uma reforma pode vir também a partir de uma mudança de contexto. Um casal jovem, por exemplo, que vive em uma casa germinada e gostaria de um espaço maior para criar os filhos. Ou ainda um casal que tenha filhos de outra união e todos vão morar juntos.

Enfim, podem ser muitas situações que levam a família a pensar em uma reforma. Mas antes de bater o martelo nessa decisão, vale a pena ponderar alguns fatores para avaliar se esta é a melhor escolha ou se seria o caso de mudar de casa.

O que deve ser levado em conta?

Investir em uma reforma requer muito planejamento e paciência. Os gastos com material e mão de obra podem extrapolar o esperado, fora que o período da reforma pode alongar-se mais do que você gostaria. Sendo assim, é preciso reforçar o caixa para a grana que será gasta, contando com a possibilidade de imprevistos.

Além dos planos que você tem para dar uma nova cara à sua casa, leve em consideração outros reparos que podem ser necessários, como as condições de suas instalações elétricas, possíveis infiltrações, rachaduras, etc. Fazer qualquer tipo de reforma negligenciado reparos sérios como esses que citamos só vai lhe fazer gastar dinheiro duas vezes, pois futuramente você poderá ter problemas mais graves.

como fazer uma reforma

Defina as intervenções que precisam ser feitas e faça um orçamento do quanto deve gastar. Antes de começar a obra, vale a pena fazer um levantamento do quanto está valendo a sua casa. Pode ser que o valor da reforma saia muito mais caro do que vender o imóvel e mudar-se para um novo.

A grande vantagem de você mesma planejar sua reforma, é ter o imóvel do jeitinho que você quer. Mas a questão é que se você precisar mexer em muita coisa na estrutura da casa, o dinheiro que vai gastar não compensa o resultado. Isso vale principalmente se você morar em uma casa muito antiga. Sendo assim, vale deixar a consciência mais tranquila fazendo pelo menos um levantamento do que seria mais vantajoso: tocar a reforma ou mudar de casa.

Perfil da moradia

Além dos desejos de deixar sua casa com uma nova aparência, é fundamental avaliar outros fatores. Vale a pena fazer este investimento no bairro em que você mora? Caso seja preciso vender a casa, você consegue um patamar de valorização que compense o que gastou até agora? Faça uma pesquisa sobre o bairro em que você vive. Existem projetos de obras públicas de grande impacto nas proximidades de onde você mora? Previsão de instalação de algum grande empreendimento? E essas intervenções prometem trazer mais valorização ou depreciação do metro quadrado na região? Na hora de tomar essa decisão, pense não só no lazer, mas também no impacto dessa reforma em seu patrimônio.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close